Busca avançada
Ano de início
Entree

Da pulsão a relação de objeto: análise histórica das concepções psicanalíticas das adiccoes

Processo: 05/58749-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2006
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Desenvolvimento Humano
Pesquisador responsável:Renato Mezan
Beneficiário:Decio Gurfinkel
Instituição-sede: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Clínica. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Psicanálise   Pulsão   História da psicanálise

Resumo

O campo de-investigação da presente pesquisa é aquele compreendido pelas diversas abordagens psicanalíticas das adicções. Buscar-se-á compreender a diversidade de perspectivas conceituais que encontramos na literatura através do pano de fundo mais amplo dos desenvolvimentos clínico-conceituais na história da psicanálise. A hipótese principal do trabalho é que uma forma eficaz e esclarecedora de interpretar esta diversidade de abordagens é aquela que organiza este campo teórico-conceitual segundo o contraste entre o modelo pulsional e o modelo das relações de objeto. Os primeiros trabalhos psicanalíticos sobre as adicções utilizavam como instrumental básico de análise a teoria da libido e a dinâmica pulsional. Ao longo dos anos, novos instrumentos de análise foram surgindo, sendo que a consideração das relações dê objeto e de suas distorções no desenvolvimento emocional tomou-se proeminente em certos trabalhos; este é o caso, por exemplo, da concepção de Winnicott, que viu na adicção uma patologia da transicionalidade. A pesquisa visa, pois, organizar e descrever o campo conceitual psicanalítico no que tange o estudo das adicções, a partir do eixo modelo pulsional / modelo relações de objeto, assim como discutir as conseqüências deste modo de organizar o campo conceitual, segundo três pontos de vista: em termos das conseqüências teórico-conceituais, das conseqüências clínicas e das conseqüências para a psicopatologia. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DECIO GURFINKEL. O episódio de Freud com a cocaína: o médico e o monstro. Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental, v. 11, n. 3, p. 420-436, Set. 2008.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.