Busca avançada
Ano de início
Entree

Tratamento de efluente do processo de produção de biodiesel em AnSBBR com recirculação e operação em batelada alimentada

Processo: 10/05342-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2010
Vigência (Término): 31 de maio de 2011
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Suzana Maria Ratusznei
Beneficiário:Giovanna Lovato
Instituição-sede: Escola de Engenharia Mauá (EEM). Instituto Mauá de Tecnologia. São Caetano do Sul , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/15984-0 - Produção de bioenergia no tratamento de águas residuárias e adequação ambiental dos efluentes e resíduos gerados, AP.TEM
Assunto(s):Tratamento de águas residuárias   Tratamento biológico anaeróbio   Carga orgânica   Biomassa imobilizada   Reatores anaeróbios em bateladas sequenciais   Bioenergia   Biogás   Metano

Resumo

A linha de pesquisa relacionada ao estudo de reatores anaeróbios operados em batelada e batelada alimentada sequenciais, com o objetivo da melhoria do desempenho e a viabilização de sua aplicação, tem sido abordada pelos grupos de pesquisa da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC/USP) e da Escola de Engenharia Mauá do Instituto Mauá de Tecnologia (EEM/IMT) desde 1998, com convênio de pesquisa firmado e com o apoio da FAPESP. No momento os projetos de pesquisa estão direcionados à produção de bioenergia, tanto metano quanto hidrogênio, além da adequação ambiental do efluente tratado. Tais projetos estão ligados ao Projeto Temático intitulado "Produção de Bioenergia no Tratamento de Águas Residuárias e Adequação Ambiental dos Efluentes e Resíduos Gerados" (Processo FAPESP nº 09/15.984-0). Neste contexto, o reator com biomassa imobilizada em espuma de poliuretano e recirculação da fase líquida é um dos resultados positivos dessa parceria em pesquisa, com resultados promissores obtidos em escala de bancada e piloto, aplicados a diferentes águas residuárias. Assim, este projeto estará direcionado à avaliação de um reator anaeróbio operado em batelada alimentada seqüencial contendo biomassa imobilizada e com recirculação da fase líquida aplicado ao tratamento de efluente do processo de produção de biodiesel, especificamente do efluente gerado na etapa de reação de transesterificação seguida da operação unitária de separação por sedimentação. Em tal etapa tem-se como efluente o co-produto glicerina e os reagentes não convertidos óleo de soja e metanol, os quais correspondem entre 10 a 18% (base mássica) do biodiesel produzido. A importância desse trabalho se baseia na potencial necessidade de tratamento desse efluente, principalmente para uma unidade de produção de biodiesel em pequena escala, visando também a obtenção de metano pelo biogás gerado.