Busca avançada
Ano de início
Entree

Quiosques, botecos e casas de pasto: interacao cultural no rio de janeiro do governo pereira passos.

Processo: 02/13271-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2003
Vigência (Término): 30 de abril de 2004
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Maria Clementina Pereira Cunha
Beneficiário:Lincon Cesar Danelon Guassi
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:01/05017-1 - Santana e Bexiga: cotidiano e cultura de trabalhadores urbanos em São Paulo e Rio de Janeiro entre 1870 e 1930, AP.TEM
Assunto(s):Hábitos alimentares   Rio de Janeiro   Cultura popular

Resumo

Este projeto de Iniciação Científica mantém uma relação direta com o Projeto Temático Santana e Bexiga - cotidiano e cultura de trabalhadores urbanos em São Paulo e Rio de Janeiro, entre 1870 e 1930, financiado pela Fapesp e integrado por pesquisadores do Cecult (IFCH / Unicamp), coordenados pela professora Maria Clementina P. Cunha. Seus objetivos iniciais estarão centrados em duas frentes de trabalho distintas, porém complementares. A primeira envolve a implantação e desenvolvimento de um banco de dados, atualmente em fase de teste, composto pelos registros de ocorrências nos livros próprios das delegacias de polícia da região abordada no Projeto Temático. A segunda frente de trabalho englobada neste projeto está relacionada a um exercício de análise destas fontes e em torno de um tema mais específico. Esta segunda etapa pretende realizar um esforço interpretativo sobre o espaço altamente rico de contato cultural constituído em torno dos quiosques, botecos e "casas de pasto" da freguensia de Santana, no Rio de Janeiro, em torno do período do governo Pereira passos. Iluminar de modo investigativo as práticas desenvolvidas em torno destes estabelecimentos populares é uma ação fundamental para confirmar sua importância e torná-los, no estudo da História, como portas que se abrem para o conhecimento de um universo de rica e intensa relação social, espaços e socialização que revelam costumes e atitudes cotidianas. (AU)