Busca avançada
Ano de início
Entree

Levantamento taxonômico e análise da diversidade de macroalgas no parque São Joaquim, município de Ubirici, Santa Catarina

Processo: 09/06131-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Pesquisador responsável:Ciro Cesar Zanini Branco
Beneficiário:Ana Laís Bignotto da Rocha
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Macroalgas   Santa Catarina   Flora   Biogeografia

Resumo

O presente projeto de pesquisa, parte integrante de um projeto mais amplo que envolve o estudo das comunidades de macroalgas de ambientes lóticos da região sul do Brasil (Auxílio à Pesquisa - Fapesp, Proc. 07/52608-1), é proposto com os seguintes objetivos específicos: 1) Inventariar a flora de macroalgas no Parque Nacional de São Joaquim, de forma a contribuir para o conhecimento da biodiversidade das comunidades de macroalgas no bioma campos; 2) Investigar e descrever (caso existam) os padrões de distribuição espacial das comunidades de macroalgas lóticas, no bioma campos de altitude, considerando fundamentalmente suas relações com variáveis ambientais selecionadas; 3) Gerar subsídios e coletar material para futuros estudos taxonômicos e sistemáticos mais detalhados, incluindo técnicas mais modernas como microscopia eletrônica e biologia molecular, de grupos macroalgais específicos (particularmente, as algas verdes filamentosas, as algas vermelhas e as cianobactérias). As amostragens de campo assim como as variáveis ambientais serão medidas no período de maior riqueza e abundancia das comunidades de macroalgas. A análise das comunidades será feita nos pontos de amostragem quanto à riqueza (número total de espécies) e abundância (cobertura percentual) de espécies através da técnica da transeção. As medições das seguintes variáveis ambientais serão feitas diretamente em campo, em cada riacho analisado: longitude, latitude altitude, largura e profundidade médias, temperatura da água, turbidez, condutividade específica, pH, oxigênio dissolvido,velocidade da correnteza, profundidade, tipo de substrato, nível de sombreamento provocado pela vegetação marginal e nutrientes (nitrogênio total e fósforo total). Os dados de riqueza e abundância de espécies de macroalgas e das variáveis ambientais serão submetidos inicialmente a análises estatísticas descritivas e,posteriormente, a testes estatísticos, tais como, coeficiente de correlação r de Pearson, análises multivariadas (componentes principais, correspondência de tendência e regressão múltipla) e análise de espécies indicadoras. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.