Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação de técnicas de polimerização radicalar controlada no design de novas arquiteturas poliméricas

Processo: 07/51184-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2007
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Tecnologia Química
Pesquisador responsável:Amilton Martins dos Santos
Beneficiário:Marli Luiza Tebaldi de Sordi
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/02634-3 - Caracterização reológica de misturas poliméricas (blendas) e nanocompósitos de matriz polimérica reforçados com argilominerais: estudo da correlação propriedades reológicas /micro-estrutura, AP.TEM
Assunto(s):Copolímeros   Materiais nanoestruturados   Micelas

Resumo

O objetivo desse projeto é obter macromoléculas com parâmetros estruturais controlados através de técnicas de polimerização controlada (RAFT e ATRP). Copolímeros do tipo PMMA-b-PS serão sintetizados através da polimerização radicalar por transferência atômica (ATRP) para aplicação como compatibilizantes em blendas poliméricas. Através das técnicas RAFT ou ATRP serão sintetizados materiais poliméricos para a confecção de nanoestruras (nanocápsulas, nanoesferas ou nanoemulsoes) para encapsulamento de drogas. Serão preparados copolímeros anfifílicos contendo blocos hidrofílicos com o grupamento ácido através da técnica RAFT utilizando o PAA como macro agente RAFT ou via ATRP usando o macro iniciador Pt-BA com posterior hidrólise dos grupos t-butila. PEG é um polímero não tóxico, biodegradável, que pode formar coroas hidrofílicas em vários sistemas micelares e será reagido com o 2-bromoisobutiril para obter o macro iniciador ATRP metil-PEG-2-Bromoisobutirilato. Ao macro iniciador PEG-Eir serão adicionados monômeros acrílicos ou metacrílicos de acordo com o principio ativo. A confecção das nanoestruturas e os estudos das potencialidades de aplicação desses materiais como sistemas de liberação controlada de drogas serão desenvolvidos em conjunto com o grupo de pesquisa da faculdade de farmácia da UFRGS. (AU)