Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do ácido graxo saturado esteárico e da IL-1b, infundidos por via intracerebroventricular, sobre a secreção de insulina e sobrevivência das células b pancreáticas em Ratos Wistar normais

Processo: 08/54482-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Boschiero
Beneficiário:Vivian Cristine Calegari
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/50365-4 - Estudo dos mecanismos de destruição das células beta pancreáticas durante a instalação do Diabetes Mellitus (DM2): busca de estratégias para a inibição desse processo bem como para a recuperação da massa insular em diferentes modelos animais, AP.TEM
Assunto(s):Hipotálamo   Diabetes mellitus tipo 2   Peptídeos e proteínas de sinalização intracelular   Ilhotas pancreáticas

Resumo

Diabetes mellitus é a doença metabólica de ocorrência mais comum afetando cerca de 150 milhões de pessoas no mundo todo. Defeitos na secreção de insulina pelas células b pancreáticas constituem-se na principal causa do desenvolvimento da doença. Muitos esforços têm sido feitos para identificar os mecanismos responsáveis pela perda da função da célula b ou pela diminuição na massa de célula b durante a progressão do diabetes. O sistema nervoso central é essencial na manutenção das reservas corporais de energia e da homeostasia da glicose. Tanto em animais como em humanos, a eficiente sinalização da insulina no cérebro constitui-se num elemento de controle desses processos. A ação da insulina no cérebro encontra-se sob o controle de sinal neurais, endócrinos e metabólicos induzidos por nutrientes, e integrado principalmente pelo hipotálamo. Citosinas pró-inflamatórias, como interleucina-1b (IL-1b) e ácidos graxos (AGs) presentes em dietas ricas em gordura, como os de cadeia longa e saturados, prejudicam a função e a sobrevivência da célula b e levam ao desenvolvimento do diabetes tipo 2. No presente estudo, pretende-se avaliar a importância do AG saturado esteárico e da IL-1b, infundidos icv, sobre os mecanismos moleculares de secreção de insulina em células b e sobre o desenvolvimento do diabetes tipo 2.Isto é, pretende-se conectar um estímulo central (hipotálamo) a um efeito periférico (células b), uma vez que os mecanismos hipotalâmicos que desempenham importante papel sobre o controle da secreção da insulina são pouco conhecidos. Ratos Wistar serão tratados, icv, com salina, AG esteárico ou IL-1b. Serão investigados os níveis plasmáticos de insulina e séricos de glicose. As ilhotas pancreáticas serão isoladas e avaliadas quanto à secreção de insulina basal e estimulada por glicose através de estudos de secreção estática. As expressões protéica e gênica de PGC-1a e UCP2 serão avaliadas em ilhotas. A participação dessas proteínas sobre a secreção de insulina será avaliada através da inibição de sua expressão com oligonucleotídeo antisense. Será investigada a atuação das proteínas JNK e SOCS3 e também o efeito da simpatectomia e parassimpatectomia sobre a função e sobrevivência das células b pancreáticas após infusão de IL-1b e AG esteárico. (AU)