Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo citogenético de Physalaemus olfersii (Anura, Leiuperidae)

Processo: 08/10010-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2009
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Luciana Bolsoni Lourenço
Beneficiário:Mateus Milani
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Anura   Cromossomos   Citogenética   Heterocromatina

Resumo

O gênero Physalaemus é atualmente composto por 42 espécies distribuídas em sete grupos. A análise citogenética detalhada de várias espécies do grupo P. cuvieri possibilitou a detecção de vários polimorfismos em diferentes espécies, além de caracteres espécie-específicos que podem ser muito valiosos na análise evolutiva do gênero. A escassez de dados citogenéticos para outros grupos, no entanto, impede que um estudo mais conclusivo acerca da evolução cromossômica de Physalaemus seja feito. Por isso, no presente projeto pretendemos descrever detalhadamente o cariótipo de P. olfersii, espécie que antes era alocada no grupo P. cuvieri e que hoje forma um grupo distinto juntamente com outras três espécies. Especial interesse na análise citogenética de P. olfersii ocorre em função da recente descrição de variações morfológicas e comportamentais dentre diferentes populações antes reconhecidas como representantes dessa espécie, observação essa que talvez justifique a descrição de novas espécies. Os dados resultantes da análise aqui proposta poderão auxiliar na análise dessa questão taxonômica. Além disso, permitirão a comparação imediata dos cariótipos desses anuros com aqueles de espécies de P. cuvieri e constituirão dados essenciais para a futura avaliação dos mecanismos cromossômicos envolvidos na diferenciação das espécies desse gênero. Para a descrição cariotípica de diferentes populações hoje atribuídas a P. olfersii, preparações cromossômicas serão obtidas a partir de suspensões celulares intestinais e testiculares e posteriormente coradas com Giemsa, submetidas a bandamento C, à impregnação por prata pelo método Ag-NOR, e a colorações com fluorocromos base-específicos, como DAPI e mitramicina. Se o método Ag-NOR não for suficiente para a localização cromossômica das NORs, a técnica de hibridação in situ fluorescente com sonda de DNA ribossomal também será utilizada. As preparações cromossômicas serão analisadas e fotografadas ao microscópio Olympus e os cromossomos metafásicos serão medidos com o auxílio do software Image Pro-Plus, version 4,5 (Media Cybernetics) para uma precisa classificação quanto à posição centromérica.