Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da peroxidação lipídica, dos níveis de vitamina E e da capacidade antioxidante total no soro de mulheres inférteis com endometriose e infertilidade por fatores tubário e masculino e associação com a resposta à estimulação e os resultados da injeção intracitoplasmática de espermatozoides

Processo: 08/56373-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2008
Vigência (Término): 30 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Paula Andrea de Albuquerque Salles Navarro
Beneficiário:Rafaela Lopes Cardoso
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Endometriose   Estresse oxidativo   Infertilidade feminina   Fertilização in vitro   Peroxidação de lipídeos

Resumo

A endometriose, enfermidade de elevada prevalência entre as mulheres em idade reprodutiva, apresenta forte associação com infertilidade. As técnicas de reprodução assistida (TRA) têm sido cada vez mais largamente utilizadas para o tratamento da infertilidade relacionada à endometriose. Todavia, resultados conflitantes de alguns estudos têm sugerido a ocorrência de menores taxas de implantação e de gestação em portadoras de endometriose submetidas à TRA de alta complexidade. Os mecanismos envolvidos na etiopatogênese da doença e as suas variadas repercussões reprodutivas ainda não foram bem elucidados, mas acredita-se que o estresse oxidativo possa estar envolvido. O estresse oxidativo pode promover apoptose, além de anomalias na fertilização e no desenvolvimento embrionário, o que justificaria, pelo menos parcialmente, as piores taxas de implantação observadas após a realização de TRA neste grupo de pacientes. Desta forma, caso seja detectada a associação entre marcadores de estresse oxidativo e a piora da resposta à estimulação ovariana e/ou o comprometimento dos resultados das TRA em mulheres inférteis com endometriose, este fato contribuiria para o entendimento da etiopatogênese da infertilidade relacionada à endometriose, além de abrir perspectivas para novas abordagens terapêuticas. Desta forma, propomos avaliar e comparar a peroxidação lipídica, os níveis de vitamina E e a capacidade antioxidante total no soro de pacientes inférteis com endometriose e controles, previamente o início da estimulação ovariana, associando estas variáveis com a resposta à estimulação ovariana e os resultados de injeção intracitoplasmática de espermatozoides. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA BROI, MICHELE G.; JORDAO-, JR., ALCEU A.; FERRIANI, RUI A.; NAVARRO, PAULA A. Oocyte oxidative DNA damage may be involved in minimal/mild endometriosis-related infertility. Molecular Reproduction and Development, v. 85, n. 2, p. 128-136, FEB 2018. Citações Web of Science: 8.
DA BROI, MICHELE G.; DE ALBUQUERQUE, FELIPE O.; DE ANDRADE, ALINE Z.; CARDOSO, RAFAELA L.; JORDAO JUNIOR, ALCEU A.; NAVARRO, PAULA A. Increased concentration of 8-hydroxy-2 `-deoxyguanosine in follicular fluid of infertile women with endometriosis. Cell and Tissue Research, v. 366, n. 1, p. 231-242, OCT 2016. Citações Web of Science: 13.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.