Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da formacao de nano-aerossois atraves do processo de atomizacao

Processo: 08/58437-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2009
Vigência (Término): 21 de julho de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:José Renato Coury
Beneficiário:Vádila Giovana Guerra Béttega
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Nanopartículas   Limpeza de gases   Atomização

Resumo

As nanopartículas vêm despertando interesse em diversas áreas de pesquisa e tecnologia. Em virtude do crescente interesse e uso de partículas nanométricas nas indústrias, surge a necessidade de equipamentos que sejam eficientes no controle da emissão dessas partículas para a atmosfera, já que as nanopartículas mostram-se muito prejudiciais a saúde humana e ao meio ambiente. Surge assim, a necessidade de avaliar o desempenho de coleta de equipamentos de controle de poluição do ar para estas faixas de partículas, sendo imprescindível a geração e re-suspensão de nanopartículas em uma corrente de ar. Para ser industrialmente relevante, o processo de geração precisa ser de baixo custo e envolver a possibilidade de operação contínua e alta produção de partículas. Dentre os métodos disponíveis, a geração de nanopartículas através da atomização de uma solução contendo um soluto mostra-se o meio mais simples e econômico de geração de nanopartículas. Dentro deste contexto, foi construído no laboratório de Controle Ambiental do DEQ-UFSCar, um atomizador para formação de pequenas gotas com a finalidade de gerar nanoparticulas, sendo a secagem do solvente da gota feita através de excesso de ar. O gerador mostrou capaz de gerar partículas polidispersas. No entanto, devido a escassez de estudos na geração de partículas nanométricas utilizando este método, um melhor entendimento do seu principio de funcionamento toma-se necessário para a otimização deste processo prático e de baixo custo de geração de nana-aerossóis. Neste sentido, o presente trabalho visa explorar o entendimento do fenômeno, quantificando-o desde a formação e distribuição de tamanhos das gotas geradas através da atomização de soluções até as características das nanopartículas formadas. Para isso, será avaliado como as condições de operação do atomizador, tais como, concentração da solução, vazão de ar, vazão de líquido e bocal o atomizador, influenciam na morfologia, número e tamanho das nanopartículas geradas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: