Busca avançada
Ano de início
Entree

Repercussão pulmonar e sistêmica após exposição de ratos ao formaldeído: papel regulador das espécies reativas derivadas do oxigênio e do nitrogênio

Processo: 08/50766-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2008
Vigência (Término): 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Wothan Tavares de Lima
Beneficiário:Adriana Lino dos Santos Franco
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/51886-3 - Neuroimunomodulação: fármacos, estresse e citocinas nas relações entre os sistemas nervoso, endócrino e imune, AP.TEM
Assunto(s):Asma   Pneumonia   Estresse oxidativo   Formaldeído   Mediadores da inflamação

Resumo

A asma é uma doença inflamatória pulmonar crônica caracterizada por bronco constrição, aumento do número de células inflamatórias no espaço aéreo, perda do epitélio brônquico, aumento na secreção de muco e reatividade exacerbada do músculo liso. O aumento da morbidade e da mortalidade da asma tem se relacionado com a exposição a poluentes, como o formaldeído (FA). O FA é amplamente utilizado em materiais de construção, produtos de madeira, têxtil, cosméticos, laboratórios de patologia, histologia e anatomia. É também exalado em ambiente doméstico pela queima do gás de cozinha e emitido na fumaça do cigarro. Espécies reativas do oxigênio e nitrogênio são importantes mediadores na lesão celular e desempenham papel essencial no estresse oxidativo, podendo contribuir para o desencadeamento e exacerbação da asma. Ainda, estas espécies reativas podem ser geradas durante a exposição a poluentes induzindo estresse oxidativo e, portanto causando lesões em estruturas celulares como proteínas, lipídios, DNA ou modulando a resposta inflamatória pulmonar pela ativação de fatores de transcrição, levando ao aumento na geração de mediadores pró-inflamatórios. Tendo em vista que observamos em estudos anteriores que o FA não só induz inflamação pulmonar e alterações no estado funcional de fagócitos pulmonares como também altera o curso da resposta inflamatória de origem alérgica, por interferir na geração de mediadores inflamatórios e que, tais mediadores podem ser modulados por espécies reativas, nossos objetivos serão investigar a repercussão pulmonar e sistêmica após exposição de ratos ao FA, focando o papel regulador das espécies reativas sobre o balanço de enzimas oxidantes e anti-oxidantes, liberação e expressão gênica de mediadores inflamatórios e antiinflamatórios, peroxidação lipídica, edema pulmonar, produção de muco e colágeno. Considerando os efeitos entre poluentes e vias aéreas, estudos que visem a compreensão dos mecanismos oxidativos envolvidos em doenças pulmonares como a asma desencadeada e exacerbada por poluentes adquirem relevância adicional, além de fornecerem subsídios para sua prevenção. (AU)

Publicações científicas (6)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LIGEIRO DE OLIVEIRA, ANA PAULA; LINO-DOS-SANTOS-FRANCO, ADRIANA; ACCETURI, BEATRIZ GOLEGA; HAMASATO, EDUARDO KENJI; MACHADO, ISABEL DAUFENBACK; GIMENES JUNIOR, JOAO ANTONIO; VIEIRA, RODOLFO DE PAULA; DAMAZO, AMILCAR SABINO; POLISELLI FARSKY, SANDRA HELENA; TAVARES-DE-LIMA, WOTHAN; PALERMO-NETO, JOAO. Long-term amphetamine treatment exacerbates inflammatory lung reaction while decreases airway hyper-responsiveness after allergic stimulus in rats. International Immunopharmacology, v. 14, n. 4, p. 523-529, DEC 2012. Citações Web of Science: 7.
LINO-DOS-SANTOS-FRANCO, ADRIANA; CORREA-COSTA, MATHEUS; CARDOSO DOS SANTOS DURAO, ANA CAROLINA; LIGEIRO DE OLIVEIRA, ANA PAULA; BREITHAUPT-FALOPPA, ANA CRISTINA; BERTONI, JONATAS DE ALMEIDA; OLIVEIRA-FILHO, RICARDO MARTINS; SARAIVA CAMARA, NIELS OLSEN; MARCOURAKIS, TANIA; TAVARES-DE-LIMA, WOTHAN. Formaldehyde induces lung inflammation by an oxidant and antioxidant enzymes mediated mechanism in the lung tissue. Toxicology Letters, v. 207, n. 3, p. 278-285, DEC 15 2011. Citações Web of Science: 36.
LINO-DOS-SANTOS-FRANCO, ADRIANA; AMEMIYA, RENATA MIDORI; LIGEIRO DE OLIVEIRA, ANA PAULA; BREITHAUPT-FALOPPA, ANA CRISTINA; DAMAZO, AMILCAR SABINO; OLIVEIRA-FILHO, RICARDO MARTINS; TAVARES-DE-LIMA, WOTHAN. Differential effects of female sex hormones on cellular recruitment and tracheal reactivity after formaldehyde exposure. Toxicology Letters, v. 205, n. 3, p. 327-335, SEP 10 2011. Citações Web of Science: 3.
LIGEIRO DE OLIVEIRA, ANA PAULA; LINO-DOS-SANTOS-FRANCO, ADRIANA; HAMASATO, EDUARDO KENJI; QUINTEIRO-FILHO, WANDERLEY; HEBEDA, CRISTINA BICHELS; DAMAZO, AMILCAR SABINO; POLISELLI FARSKY, SANDRA HELENA; TAVARES-DE-LIMA, WOTHAN; PALERMO-NETO, JOAO. Amphetamine modulates cellular recruitment and airway reactivity in a rat model of allergic lung inflammation. Toxicology Letters, v. 200, n. 1-2, p. 117-123, JAN 15 2011. Citações Web of Science: 14.
LINO-DOS-SANTOS-FRANCO, ADRIANA; DOMINGOS, HELORI VANNI; LIGEIRO DE OLIVEIRA, ANA PAULA; BREITHAUPT-FALOPPA, ANA CRISTINA; SCHATZMANN PERON, JEAN PIERRE; BOLONHEIS, SIMONE; MUSCARA, MARCELO NICOLAS; OLIVEIRA-FILHO, RICARDO MARTINS; BORIS VARGAFTIG, B.; TAVARES-DE-LIMA, WOTHAN. Differential effects of formaldehyde exposure on the cell influx and vascular permeability in a rat model of allergic lung inflammation. Toxicology Letters, v. 197, n. 3, p. 211-218, SEP 1 2010. Citações Web of Science: 27.
LINO-DOS-SANTOS-FRANCO, ADRIANA; SHIA, MEY KUANG; DOMINGOS, HELORI VANNI; BREITHAUPT-FALOPPA, ANA CRISTINA; LIGEIRO DE OLIVEIRA, ANA PAULA; OLIVEIRA-FILHO, RICARDO MARTINS; VARGAFTIG, B. BORIS; TAVARES-DE-LIMA, WOTHAN. Connective tissue mast cells are the target of formaldehyde to induce tracheal hyperresponsiveness in rats: Putative role of leukotriene B-4 and nitric oxide. Toxicology Letters, v. 192, n. 2, p. 85-90, FEB 1 2010. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.