Busca avançada
Ano de início
Entree

Aspectos comparativos sobre a relação entre cinética, afinidade pelos substratos e espectros de bioluminescência em luciferases pH-sensitivas e pH-insensitivas

Processo: 04/10492-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2004
Vigência (Término): 31 de outubro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Enzimologia
Pesquisador responsável:Vadim Viviani
Beneficiário:Tassia Liberato Oehlmeyer
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:00/05467-4 - Bioluminescência, estrutura e funções de luciferases de insetos e sistemas afins, AP.JP
Assunto(s):Bioluminescência   Cinética   Luciferases   Phengodidae

Resumo

As luciferases são as enzimas que catalisam a reação da bioluminescência. As luciferases dos coleópteros estão divididas em dois grupos funcionais de acordo com a sensibilidade espectral ao pH: (I) pH-sensitivas, que são as luciferases dos lampirídeos e sofrem deslocamento batocrômico mediante a abaixamento do pH, altas temperaturas, etc, e (II) pH-insensitivas, que incluem as luciferases dos fengodídeos e elaterídeos e são insensíveis a estas condições. Estudos sobre propriedades físico-químicas de luciferases têm focalizado as luciferases dos lampirídeos (pH-sensitivas); pouco se sabe sobre as luciferases pH-insensitivas. Além disto, poucos estudos têm tentado investigar a relação entre as propriedades cinéticas das luciferases e os espectros de bioluminescência. Este trabalho tem como objetivo uma caracterização cinética e sua relação com os espectros de bioluminescência das luciferases pH-sensitivas e pH-insensitivas clonadas em nosso laboratório. Essa caracterização será feita através da análise da cinética enzimática das luciferases, medindo as constantes de decaimento da bioluminescência e os KMs para os substratos, verificando a influência de fatores como pH, temperatura, coenzima A e outros compostos sulfidrílicos, na alteração da cinética e espectros de bioluminescência. Assim, o propósito do trabalho é auxiliar a compreensão da relação entre estrutura e função dessas luciferases o que é essencial para a sua aplicação biotecnológica. (AU)