Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do perfil neuroinflamatório de ratos submetidos a um tratamento crônico com ciclosporina e possível ação neuroprotetora da guanosina.

Processo: 10/01998-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Cristoforo Scavone
Beneficiário:Ana Elisa Bohmer
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ciclosporinas   Neuroinflamação   Neurotoxicidade   Guanosina   NF-kappa B   Neurofarmacologia

Resumo

A ciclosporina (CsA) é um agente imunossupressor freqüentemente utilizado na clínica para a prevenção da rejeição ao órgão transplantado e no tratamento de doenças auto-imunes. No entanto, o tratamento com CsA é acompanhado por diversos efeitos adversos. Experimentos prévios do nosso grupo demostraram que o tratamento crônico com CsA causa lesão endotelial associada à dislipidemia e distúrbios coagulatórios em ratos Wistar, importantes mecanismos envolvidos na doença vascular obstrutiva progressiva, comum em pacientes tratados com CsA. Além disso, a CsA foi capaz de alterar parâmetros comportamentais de ansiedade e estresse oxidativo cerebral nesses animais. A neurotoxicidade ocorre em cerca de 60% dos pacientes submetidos ao tratamento com CsA, no entanto os mecanismos envolvidos são pouco conhecidos. Os múltiplos fatores de confusão na prática clínica, incluindo fatores de risco prévios, diferenças genéticas e de resposta imune dos pacientes dificultam a determinação dos efeitos adversos relacionados especificamente ao tratamento com CsA. Devido à importância clínica da CsA e aos poucos estudos relacionados aos mecanismos de neurotoxicidade causados pelo seu uso, especialmente na neuroinflamação, este projeto tem como objetivo investigar o perfil cerebral neuroinflamatório e possíveis alterações em parâmetros bioquímicos associados à neuroinflamação e alterações morfológicas de células neurais e vasos cerebrais em ratos Wistar submetidos a um tratamento imunossupressor crônico com CsA por 8 semanas. Além disso, pretendemos abordar o possível efeito neuroprotetor da guanosina frente à neurotoxicidade induzida pela CsA. Portanto, na busca de alternativas terapêuticas que poderão otimizar o tratamento imunossupressor com CsA, este projeto pode auxiliar na busca dos mecanismos de neurotoxicidade causados pelo tratamento imunossupressor com CsA.