Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da via inibitória do sinal insulínico em fígado branco de ratos adultos proles de ratas com doença periodontal

Processo: 10/09769-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2010
Vigência (Término): 30 de setembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Pesquisador responsável:Doris Hissako Sumida
Beneficiário:Maria Sara de Lima Coutinho Mattera
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Diabetes mellitus   Citocinas   Doenças periodontais   Endocrinologia   Resistência à insulina   Desenvolvimento fetal

Resumo

O ambiente fetal tem sido apontado como possível fator causal de diabetes mellitus, uma vez que há um fenômeno conhecido como "programming", que sugere que um estímulo ou agressão durante um período crítico da vida intra-uterina resulta em alterações na fisiologia e no metabolismo também durante a vida adulta. Estudos demonstraram que tanto a doença periodontal (DP) como o aumento do tecido adiposo elevam o nível de citocinas plasmáticas. E citocinas, como por exemplo o TNF-alfa, ocasionam resistência à insulina. O objetivo do presente estudo é avaliar: o grau de fosforilação em serina do IRS-1, após o estímulo insulínico, em tecido adiposo branco periepididimal (TAB). Para tanto, serão utilizados ratas e ratos Wistar (2 meses de idade). As ratas serão divididas em dois grupos: 1) com doença periodontal (DP), no qual esta doença será induzida por meio de ligadura com fio de seda ao redor do 1º molar inferior; 2) ratas controle (CN). Após 7 dias da colocação da ligadura, as ratas de ambos os grupos serão colocadas para acasalamento, verificando-se diariamente, por esfregaço vaginal, o dia da copulação. As ratas prenhas serão separadas em caixas individuais. Quando os filhotes machos destas ratas completarem 75 dias, realizar-se-a os experimentos para se avaliar do grau de fosforilação em serina do IRS-1.