Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação nutricional de mulheres com história de corrimento vaginal recorrente

Processo: 09/01553-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Paulo César Giraldo
Beneficiário:Luiza Cristina Santiago
Instituição-sede: Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM). Hospital da Mulher Professor Doutor José Aristodemo Pinotti. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Candidíase vulvovaginal   Vaginose bacteriana   Hábitos alimentares

Resumo

O corrimento vaginal é seguramente uma das queixas mais comuns nos consultórios de ginecologia. Embora a maioria das pacientes responda positivamente ao tratamento com antibióticos ou antifúngicos, a taxa de recorrência é bastante alta, fato que impõe a busca por novas estratégias de tratamento. A associação entre a nutrição e as infecções do trato reprodutivo baixo, apesar de questionadas, foram muito pouco estudadas até o momento. Mais recentemente alguns trabalhos passaram a identificar nos aspectos nutricionais possíveis fatores desencadeadores dos quadros de recorrência destas infecções. Objetivo: avaliar o hábito alimentar de mulheres com história de corrimento vaginal recorrente - CVR (candidiase vulvovaginal, vaginose bacteriana). Sujeitos e métodos: estudo de corte transversal. Serão selecionadas 108 mulheres atendidas no Ambulatório de Infecções genitais do Departamento de Tocoginecologia da FCM/Unicamp, sendo 54 com história de corrimento vaginal recorrente, 54 sem estas ocorrências. A avaliação do hábito alimentar dessas mulheres será feita através de uma Triagem Nutricional e de um Questionário de Frequência Alimentar. Para coleta, registro e armazenamento dos dados utilizaremos os programas de computador Microsoft Office Excel e DietPró 5.0. Espera-se que mulheres com CVR apresentem ingestão de dieta hiperenergética, leite e derivados, alimentos ácidos e condimentados muito superiores aos controles. (AU)