Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do papel de glicoesfingolipídios na resposta à morte celular induzida por cisplatina em linhagem de melanoma humano

Processo: 06/01316-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2006
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Roger Chammas
Beneficiário:Natália Schwarz
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia experimental   Melanoma   Antineoplásicos   Cisplatino   Glicoesfingolipídeos

Resumo

Quando em estádios avançados, o melanoma pode ser altamente agressivo e é dificilmente tratado pelos agentes quimioterápicos disponíveis. A baixa eficácia destes agentes utilizados no tratamento de melanoma tem como principal causa a resistência tumoral à droga. O agente antitumoral mais potente já conhecido é a cisplatina, e em relação ao tratamento de melanoma, esta droga apresenta taxa de resposta de aproximadamente 15%. Os tumores neuroectodérmicos, como melanoma, também são caracterizados pelo acúmulo de glicoesfingolipídios associados ao tumor, como os gangliosídios. Estudos têm mostrado que a superexpressão da enzima que catalisa a conversão de ceramida em glicoesfingolipídios, a glucosilceramida sintase, contribui para a resistência de tumores à droga. O objetivo deste trabalho será avaliar o papel do remodelamento de glicoesfingolipídios na resposta de quimiossensibilização das células de melanoma humano frente ao tratamento com cisplatina. Para isto serão geradas linhagens de melanoma humano resistentes à cisplatina e então serão comparados alguns parâmetros entre as linhagens sensíveis e resistentes como: o acúmulo de algumas proteínas, segundo prévia avaliação proteômica e a quimiossensibilização das células resistentes após o remodelamento de glicoesfingolipídios, com inibidores da glucosilceramida sintase, como o PPPP.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: