Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da administração tópica do óleo de copaíba na indução da periodontite em ratos

Processo: 07/58332-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2008
Vigência (Término): 30 de abril de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Marco Antonio Dias da Silva
Beneficiário:Jessica Fernandes de Souza Silva
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOSJC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Toxicidade   Doenças periodontais   Reabsorção óssea   Mucosa bucal   Plantas medicinais

Resumo

Observamos recentemente que o óleo de copaíba possui propriedades bactericidas e antifúngicas além de promover o aumento da taxa de migração epitelial e melhora do reparo ósseo pós exodontia. Este trabalho visa avaliar os efeitos da administração tópica do óleo de copaíba sobre o osso alveolar na periodontite induzida por A actinomycetemcomitans, em ratos. Serão utilizados 40 ratos Wistar, os quais serão divididos em 4 grupos (A, B, C e D), sendo A controle A (tratado com soro fisiológico), controle B (tratado com óleo de copaíba), C periodontite isolada, D periodontite tratada com óleo de copaíba. Após 40 dias de tratamento, os animais serão sacrificados e suas maxilas removidas, hemiseccionadas, dissecadas e tratadas com hipoclorito de sódio 2,5% para estudo macroscópico e devido registro fotográfico. No momento do sacrifício, serão também retiradas amostras das mucosas de revestimento da bochecha e do ventre da língua de cada um dos animais como controle específico da ação do óleo de copaíba na mucosa bucal. Este material será processado pela técnica histológica rotineira do Laboratório de Histologia da FOSJC-UNESP para obtenção de cortes histológicos semi-seriados de 6pm de espessura. Os cortes serão corados com H.E. e picrosirius para análise ao microscópio óptico de luz (HE) e microscópio de luz polarizada (picrosirius). Nesta análise será utilizado o software analisador de imagens Axiovision 4.6 e os dados obtidos serão tabulados e submetidos a testes estatísticos no software Biostat®. (AU)