Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade genetica em xanthomonas axonopodis pv citri, agente da cancrose "a" do citrus determinada por marcadores ssr.

Processo: 05/02001-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2005
Vigência (Término): 30 de novembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Helvecio Della Coletta Filho
Beneficiário:Kely Cristina Soares Alves
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Cancro (doença de planta)   Reação em cadeia por polimerase (PCR)   Variação genética   Marcador molecular

Resumo

A bactéria Xanthomonas axonopodis pv citri (Xac) patovar “A”, causadora do cancro cítrico, está presente no Brasil desde o final da década de 50 e desde então vem causando grandes prejuízos à citricultura. Trabalhos visando estimar a diversidade genética em Xac tem sido conduzidos utilizando-se de diferentes marcadores moleculares como RAPD (Random Amplified Polymorphic DNA) , CAPS (Cleaved Amplified Polymorphic Sequences), rep-PCR (repetitive extragenic palindrome), SNPs (Single Nucleotide Polymorphism), porém todos apontaram para uma estreita diversidade genética deste patógeno onde a população é extritamente clonal, principalmente ao nível do Estado de São Paulo. Embora este Estado adote por lei o sistema de erradicação de plantas com cancro cítrico desde a década dos 60, anualmente, relatos de novos casos ou de casos de reincidencia sempre são vistos. Determinar a fonte de inóculo, se de uma nova introdução ou de ressurgência de plantas não erradicadas, através de marcadores polimórficos, poderia ser uma estratégia auxiliar dentro do processo de erradicação da doença. Porém, para isto, marcadores potencialmente mais polimórficos necessitam ser estabelecidos. Neste sentido, os marcadores baseados em regiões do DNA com seqüências repetetivas (SSR) tem se mostrado altamente polimórficos em outras espécies bacterianas, além de sua alta reprodutibilidade inter e intra-laboratorial. Desse modo, os objetivos principais deste trabalho são: 1. Estabelecer marcadores moleculares baseados em seqüências repetitivas (SSR) para estudos de diversidade genética da bactéria; 2. Compara-los aos marcadores ERIC e BOX-PCR quando a eficiência na determinação de polimorfismo entre estirpes de Xac e reprodutibilidade de resultados. As regiões com DNA repetitivo presente no genoma da Xac foram selecionadas através de um programa computacional, os iniciadores foram desenhados nas extremidades destas regiões e já sintetizados. Iniciadores potencialmente polimórficos serão utilizados nos estudos de diversidade genética de isolados de Xac.