Busca avançada
Ano de início
Entree

Potencial tecnológico da madeira serrada do clone RRIM600 de seringueira (Hevea brasiliensis (Wild. ex. a. Juss.) Mull. Arg.)

Processo: 10/06610-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2010
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais
Pesquisador responsável:Adriano Wagner Ballarin
Beneficiário:Humberto de Jesus Eufrade Junior
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Tecnologia da madeira   Látex   Hevea brasiliensis   Seringueira

Resumo

A seringueira é explorada comercialmente para a extração de látex, matéria-prima para a fabricação da borracha natural. Sua exploração, originalmente na Amazônia, foi impulsionada com a valorização da borracha natural na Europa, por meio do desenvolvimento tecnológico promovido na revolução industrial, iniciando o ciclo da borracha no Brasil. O seu cultivo, conhecido como heveicultura, foi instalado no estado de São Paulo por volta de 1915, com inúmeras dificuldades. Com a possibilidade da domesticação da espécie, aliada ao potencial de crescimento da seringueira na região, a heveicultura tornou-se uma prática rentável, contribuindo no desenvolvimento do setor florestal do estado. A principal finalidade do cultivo da seringueira sempre foi a obtenção do látex, cujo ciclo produtivo para a extração dura, em média, de 25 a 30 anos; após o ciclo, ocorre o abate das árvores para a reformulação do plantio, uma vez que a utilização da espécie para esse fim não é mais viável economicamente. No Brasil, a madeira desses plantios extintos acaba sendo usada, tradicionalmente, como uma fonte barata de carvão e lenha para olarias, tabacarias ou para fins energéticos. No entanto, hoje em dia, seguindo-se experiências consolidadas em outros países, sobretudo do sudeste asiático, como a Tailândia e Malásia, pode-se cogitar outros usos mais vantajosos economicamente para o produtor, como a utilização da madeira para fabricação de móveis, portas, janelas e outros artigos de madeira serrada, produção de painéis estruturais e não-estruturais, entre outros. Atualmente, o mercado florestal busca alternativas para suprir a demanda de madeira e vê na seringueira um grande potencial para tal uso. Este trabalho tem como objetivo principal estudar o potencial tecnológico da madeira do clone RRIM600 - mais importante comercialmente no Brasil - com a caracterização física e mecânica de suas propriedades, baseada na NBR7190 (ABNT, 1997). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
EUFRADE JUNIOR, HUMBERTO DE JESUS; OHTO, JESSICA MONARI; DA SILVA, LUCAS LUIS; LARA PALMA, HERNANDO ALFONSO; BALLARIN, ADRIANO WAGNER. Potential of rubberwood (Hevea brasiliensis) for structural use after the period of latex extraction: a case study in Brazil. JOURNAL OF WOOD SCIENCE, v. 61, n. 4, p. 384-390, AUG 2015. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.