Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterizacao estrutural e funcional de uma nova familia de proteinas de membrana ("procyclic form surface glycoprotein") de trypanosoma cruzi

Processo: 08/57965-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:José Franco da Silveira Filho
Beneficiário:Nadini Oliveira Martins
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/61450-0 - Estudos moleculares do Trypanosoma cruzi e de sua interação com células e fatores do hospedeiro in vitro e in vivo, AP.TEM
Assunto(s):Antígenos de superfície   Trypanosoma cruzi   Expressão gênica

Resumo

No genoma do clone CL Brener foi identificada uma nova família de genes que codifica proteínas com 40% de identidade com as glicoproteínas de superfície das formas procíclicas ("procyclic form surface glycoprotein") de Trypanosoma brucei. Por esta razão, o gene e seu produto foram anotados em Trypanosoma cruzi como "putative procyclic form surface glycoprotein" (Tc-Procyclic). Em nosso laboratório, a presença destas proteínas em epimastigotas e tripomastigotas metacíclicos de T. cruzi foi confirmada por espectrometria de massa. Foram identificadas 4 proteínas em epimastigotas e 2 em tripomastigotas metacíclicos. Elas apresentam 2-3 domínios transmembrânicos α-hélice e peptídeo sinal críptico, indicando que são proteínas de membrana possivelmente localizadas na superfície celular. Pretendemos no presente projeto estudar a organização e expressão dos genes Tc-Procyclic em epimastigotas e tripomastigotas metacíclicos e gerar ferramentas (proteína recombinante, anticorpos específicos) que possam ajudar-nos a elucidar o papel destas proteínas na interação do parasita com o inseto vetor. A localização celular de Tc-Procyclic nas diferentes formas evolutivas do parasita será determinada pelas técnicas de imunofluorescência e "immunoblotting" com anticorpos monoespecíficos gerados contra a proteína Tc-Procyclic recombinante. A caracterização desta nova família de proteínas permitirá avaliar o seu papel na interação parasita-hospedeiro, contribuindo assim para a compreensão do ciclo biológico do parasita no inseto vetor. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)