Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise ultra-estrutural da remodelação do osso alveolar de molares de ratos em situações de hipo e hiperfunção

Processo: 04/11145-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2005
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Victor Elias Arana-Chavez
Beneficiário:Melany Rascovsky
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Matriz extracelular   Periodonto   Remodelação óssea

Resumo

O osso alveolar sofre constante remodelação, especialmente em resposta aos estímulos mastigatórios. O presente estudo visa avaliar, ultra-estruturalmente, a influência da carga mastigatória na remodelação do osso alveolar em situações de hipo e hiperfunção. Para tanto, propomos a extração de molares superiores de um lado, para observar a remodelação que ocorre no osso alveolar do primeiro molar inferior antagonista, investigando também a possível extrusão deste. Como comparação, será avaliada a remodelação do osso alveolar em relação ao primeiro molar inferior do lado oposto, dente que estará portanto submetido a sobrecarga mastigatória. Será realizada uma cirurgia de extração dental em ratos com 28 dias (idade na qual os molares estão alcançando o plano oclusal). Posteriormente, os animais serão sacrificados após 7, 14 e 28 dias. Os espécimes serão fixados sob irradiação com microondas com glutaraldeído a 0,1% + formaldeído 4% em tampão cacodilato 0,1M pH 7,4. Após a descalcificação em EDTA, os espécimes serão processados para ME de transmissão. Cortes semt-finos serão avaliados em microscopia de luz para seleção das regiões destinadas a cortes ultrafinos. A avaliação será determinada pela presença de osteoblastos, osteoclastos e osteócitos no osso alveolar bem como as características da matriz (arranjo das fibrilas colágenas, e presença de linhas cimentantes), em relação ao primeiro molar em hipofunção comparado com o molar do lado oposto em hiperfunção. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.