Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da expansão rápida da maxila sobre as dimensões internas nasais de crianças com fissura labiopalatina: avaliação a curto prazo por rinometria

Processo: 07/03294-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2007
Vigência (Término): 30 de setembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Ortodontia
Pesquisador responsável:Inge Elly Kiemle Trindade
Beneficiário:Ricardo Leão Castilho
Instituição-sede: Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Cavidade nasal   Rinometria acústica   Fissura palatina   Fenda labial

Resumo

As fissuras labiopalatinas têm grande impacto sobre o complexo nasomaxilar, levando à redução das dimensões internas nasais, como demonstrado em estudos do Laboratório de Fisiologia do HRAC/USP. Nos pacientes em que o defeito envolve o lábio e o palato, a segmentação do arco alveolar leva à deficiência do crescimento transversal da maxila, cujo tratamento é feito pela expansão rápida da maxila (ERM), que promove o alargamento da arcada dentária superior às custas da disjunção ortopédica dos ossos maxilares, por meio de aparelhos ortodônticos. Considerando que a ERM parece exercer efeitos benéficos sobre a cavidade nasal em não-fissurados, com a melhora da respiração nasal, o presente estudo terá como objetivo caracterizar a geometria nasal de crianças com fissura transforame incisivo unilateral reparada e deficiência maxilar transversal, utilizando rinometria acústica, e analisar as variações causadas pela ERM, a curto prazo. Serão avaliadas, prospectivamente, 20 crianças com idade entre 6 e 14 anos, de ambos os sexos, já submetidas às cirurgias primárias e com indicação de ERM, em atendimento ortodôntico regular no HRAC/USP. Todas serão submetidas à rinometria acústica antes da instalação do aparelho expansor e 30 a 90 dias após a fase ativa da expansão, sendo avaliadas as áreas seccionais e volumes de segmentos nasais específicos, antes e após a descongestão nasal. Pretende-se, assim, contribuir, de maneira objetiva, para a caracterização das deformidades nasais determinadas pela fissura e acompanhar o efeito, positivo ou negativo, da ERM sobre a morfo-fisiologia nasal, o que ainda não foi objeto de nenhum estudo da literatura.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.