Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise genética da zona de contato entre os Olhos-de-fogo (Pyriglena, Thamnophilidae) da Mata Atlântica usando modelos de clina

Processo: 10/05445-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2010
Vigência (Término): 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Cristina Yumi Miyaki
Beneficiário:Marcos Maldonado Coelho
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Mata Atlântica   Evolução animal

Resumo

Zonas híbridas são definidas como o fluxo gênico entre duas populações ou espécies geneticamente diferenciadas. Elas são consideradas um excelente laboratório para o estudo da evolução por permitirem, por exemplo, analisar diversos processos como mecanismos de isolamento reprodutivo, seleção, estimativas de dispersão e número de genes envolvidos na diferenciação. Estudos prévios têm mostrado que diferentes classes de DNA exibem amplitudes de introgressão distintas. Por exemplo, genes ligados aos cromossomos sexuais apresentam uma menor introgressão em relação aos genes autossômicos. Isto pode se dever `a Regra de Haldane (RH), que prediz que quando a hibridação ocorre, híbridos do sexo heterogamético possuem menor viabilidade e fertilidade. Como em aves as fêmeas constituem o sexo heterogamético (ZW), é esperado que indivíduos híbridos do sexo feminino sejam menos viáveis e mais estéreis do que machos (ZZ) híbridos. Desta forma, a RH prediz introgressão diferencial de genes ligados ao sexo e de genes autossômicos em zonas híbridas. Especificamente, caracteres ligados ao sexo feminino como o DNA mitocondrial exibiriam padrões reduzidos de introgressão comparados com caracteres de natureza autossômica ou ligados unicamente ao sexo masculino. O presente projeto têm três objetivos principais. O primeiro é fazer uma caracterização genética da zona de contato entre duas espécies de Olho-de-fogo da Mata Atlântica (Pyriglena leucoptera e Pyriglena atra) que se hibridizam na região central do estado da Bahia. O segundo é contrastar as características da clinas com os modelos de tensão e de difusão neutra. O terceiro objetivo é testar predições levando em conta as diferentes classes de marcadores. Estes objetivos serão alcançados por meio de análises envolvendo marcadores nucleares autossômicos neutros, marcadores nucleares ligados ao cromossomo sexual Z, um marcador mitocondrial e a variação geográfica na plumagem dos machos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MALDONADO-COELHO, MARCOS; MARINI, MIGUEL ANGELO; DO AMARAL, FABIO RAPOSO; RIBON, ROMULO. The invasive species rules: competitive exclusion in forest avian mixed-species flocks in a fragmented landscape. REVISTA BRASILEIRA DE ORNITOLOGIA, v. 25, n. 1, p. 54-59, MAR 2017. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.