Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da sensibilidade baroreflexa e do controle autonômico da frequência cardíaca em ratos hipertensos diabéticos

Processo: 02/10475-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2002
Vigência (Término): 30 de novembro de 2003
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Maria Claudia Costa Irigoyen
Beneficiário:Enio D Agosto Ayala
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:01/00009-0 - Estudo integrado da hipertensão arterial: caracterização molecular e funcional do sistema cardiovascular, AP.TEM
Assunto(s):Ratos   Pressão sanguínea   Diabetes mellitus experimental   Hipertensão

Resumo

As populações da civilização ocidental frequentemente apresentam a associação entre altos níveis de pressão arterial com outros fatores de risco para doenças cardiovasculares, como o diabetes. O objetivo do presente projeto será avaliar o efeito do diabetes de curta duração induzido por estreptozotocina no perfil hemodinâmico de ratos espontaneamente hipertensos (SHR). Serão estudados quatro grupos: controles, diabéticos, hipertensos e hipertensos diabéticos. Vinte e quatro horas após a canulação (artéria e veia femurais) será realizado um registro da pressão arterial durante 30 minutos. A sensibilidade do baroreflexo será avaliada pela injeção endovenosa de doses crescentes de fenilefrina e nitroprussiato de sódio. O controle autonômico da freqüência cardíaca será quantificado pela injeção endovenosa de bloqueadores do simpático (atenolol) e parassimpático (atropina). Os resultados desse estudo poderão ajudar no entendimento do efeito aditivo do diabetes sobre o controle neurogênico da pressão arterial. (AU)