Busca avançada
Ano de início
Entree

Busca de polimorfismos nos genes circadianos PER2 e PER3 possivelmente associados com a síndrome de fase atrasada (SFA)

Processo: 02/09923-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2003
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2003
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Mario Pedrazzoli Neto
Beneficiário:Danyella Silva Pereira
Instituição-sede: Associação Fundo de Incentivo a Psicofarmacologia (AFIP). Departamento de Psicobiologia. Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Polimorfismo genético   Genética molecular   Ritmo circadiano

Resumo

Estudos em animais e humanos tem demonstrado a existência de mutações e polimorfismos que atuam sobre o sono normal e patológico, assim como no ritmo circadiano do ciclo sono-vigília. Em animais, as mutações nos genes circadianos podem estar envolvidas com a suscetibilidade para distúrbios de ritmos. Estes distúrbios são caracterizados pelo avanço e atraso de fase (deslocamento do período de sono). A SFA é um distúrbio no qual o principal episódio de sono é atrasado, resultando em episódios de insônia no início do sono ou dificuldade de levantar no horário desejado pela manhã. Em humanos, estudos realizados em famílias demonstram que o avanço e atraso de fase tem um caráter hereditário. Assim, o projeto tem por objetivo estudar as possíveis influências dos genes circadianos Per2 e Per3 em indivíduos com diagnóstico confirmado de SFA, por meio das técnicas de PCR (Polymerase Chain Reaction, em português reação de polimerase em cadeia) e SSCP (Single Strand Conformational Polymorphism). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Latitude influencia a regulação do sono 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.