Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliacao da adicao de diferentes concentracoes de bicarbonato de sodio (n2hco3) como agente inibidor de microalgas verdes no meio de cultura para spirulina platensis.

Processo: 95/02222-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 1995
Vigência (Término): 30 de setembro de 1996
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Marcus Antonio Zanetti
Beneficiário:Melissa Kolbe Alves da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Spirulina platensis   Bicarbonato de sódio   Proteínas   Contaminação   Biomassa

Resumo

A espirulina é uma cianobactéria fotossintetizante, que apresenta perfil bromatológico desejável, sendo usada tanto na alimentação humana como animal, servindo assim como fonte de proteína e complemento nutricional. Entretanto, a contaminação da cultura com outras espécies de microrganismos indesejáveis que competem pelos nutrientes altera a pureza do produto final. O íon bicarbonato é a única fonte de carbono para espirulina e ajuda manter os valores de pH desejáveis para o cultivo desta cianobactéria. Existem, estudos demonstrando que a quantidade crescente de bicarbonato atua como inibidor de contaminantes, porém, em nosso meio os valores sugeridos não são satisfatórios. Várias concentrações do íon bicarbonato (HCO3) serão avaliadas com o objetivo de inibir contaminantes, visando assim, a produção de uma cultura axênica. (AU)