Busca avançada
Ano de início
Entree

Prevalência dos polimorfismos do gene da enzima mthfr segundo gênero e faixa etária dos adolescentes: estudo de base populacional do município de são paulo

Processo: 09/14544-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2009
Vigência (Término): 31 de outubro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Dirce Maria Lobo Marchioni
Beneficiário:Sibeli Demiquili
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Homocisteína   Adolescentes   Polimorfismo genético   Epidemiologia nutricional

Resumo

A homocisteína (Hcy) é um aminoácido sulfurado cujos níveis plasmáticos elevados é considerado um fator de risco para doenças cardiovasculares. Características genéticas, deficiências nutricionais, algumas doenças e medicamentos, são apontados como influenciadores dos níveis plasmáticos da homocisteína. A enzima 5,10 metileno-tetrahidroxifolato redutase (MTHFR) participa da regulação do metabolismo da homocisteína. A atividade da enzima é reduzida nas duas variantes polimórficas da MTHFR (C677T e A1298C), associando-se com a hiperhomocisteinemia. São raros os estudos de base populacional, em populações sadias e com representação da mistura racial na população. O presente estudo tem por objetivo estimar a prevalência dos genes homozigotos para a C677T e A1298T da enzima MTHFR segundo gênero e faixa etária de adolescentes no município de São Paulo. O estudo será transversal, de base populacional, por meio de inquérito domiciliar e coleta de amostra de sangue. O DNA extraído será amplificado por PCR, usando primers específicos para os dois polimorfismos da MTHFR (C677T e A1298C), seguido de digestão com a enzima Hinf I (New England BioLabs) para o C677T e Mbo II (New England BioLabs ) para o A1298C. As análises serão em gel de agarose 3% e coloração com brometo de etídeo. Os dados serão descritos por medidas de tendência central, dispersão e proporções. O erro amostral será considerado nas análises, utilizando-se o módulo Survey do programa Stata, que permite que a variância estimada seja corrigida pelos múltiplos estágios da amostragem. Será utilizado o pacote STATA® (Data Analysis and Statistical Software) versão 9.1. Com este estudo espera-se contribuir para a compreensão dos mecanismos etiológicos das doenças cardiovasculares bem como forneçam subsídios na elaboração de políticas públicas de saúde que visem uma menor generalização da população.