Busca avançada
Ano de início
Entree

Pensamento e producao musical no brasil - rio de janeiro (1895-1922).

Processo: 03/10602-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2004
Vigência (Término): 30 de abril de 2005
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Música
Pesquisador responsável:Marcos Branda Lacerda
Beneficiário:Viviana Monica Vermes
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Música brasileira   República   Rio de Janeiro

Resumo

A geração de compositores que se estabeleceu no Rio de Janeiro nos últimos anos do século 19 propôs-se como missão uma renovação do ambiente musical fundamentada em duas idéias principais: a modernidade e a nacionalidade. Coincidindo - não só cronologicamente, mas também em seus princípios - com as idéias cujo fortalecimento culmina com a proclamação da república, este grupo de compositores defende e exercita ideais intelectuais, estéticos e acadêmicos pelos quais pretende consolidar uma ruptura com aqueles que haviam caracterizado o período monárquico. Se a idéia de modernidade se traduz na conversão para um modelo de inspiração germânica e francesa, a idéia de nacionalidade manifesta-se, por um lado, pela inclusão de elementos identificados como valores brasileiros e, por outro, pela idéia da própria modernização como estratégia de valorização da produção local. A relação desses dois campos, que ora se chocam, ora se conciliam, caracteriza a especificidade desse momento na música brasileira. Neste projeto propomos um estudo da atividade musical no Rio de Janeiro no período entre 1895 e 1922 a partir de uma concepção da música como atividade intelectual inextrincavelmente ligada ao pensamento filosófico, à vida política e à criação em outras áreas artísticas. (AU)