Busca avançada
Ano de início
Entree

Espectrometria de mobilidade iônica e efeito SERS na área forense um estudo comparativo

Processo: 02/01444-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2002
Vigência (Término): 30 de abril de 2004
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Dalva Lucia Araujo de Faria
Beneficiário:Alexandre Alves Lima Hamada
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Química forense   Mobilidade iônica   Explosivos   Espectroscopia Raman amplificada por superfície   Espectroscopia Raman

Resumo

Este projeto visa realizar um estudo comparativo entre a espectroscopia Raman (utilizando o efeito SERS) e a espectrometria de mobilidade iônica (IMS) na detecção de alguns explosivos e narcóticos. Envolve ainda a participação do centro de exames, análises e pesquisa (CEAP) do instituto de criminalística de São Paulo, onde desenvolver-se-á parte do trabalho experimental (IMS). Os experimentos SERS envolverão o uso de colóides de prata e serão realizados no IQUSP, ao passo que as análises de IMS serão feitas no CEAP. Os estudos serão efetuados em amostras e condições similares, visando uma análise comparativa em termos de sensibilidade, susceptibilidade à ação de interferentes, reprodutibilidade e custo. Sobre os compostos a serem estudados estão a cocaína e heroína. Relativamente aos explosivos, o estudo aplicar-se-á ao HMX (ciclo-1,3,5,7-tetrametileno-2,4,6,8-tetranitramina), RDX (ciclo-1,3,5-trimetileno-2,4,6-trinitramina), PETN (tetranitrato de pentaeritritol) e TNT (2,4,6-trinitrotolueno). (AU)