Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da interação química envolvida na relação ecológica encontrada em ninhos de formigas da tribo Attini

Processo: 08/10860-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 30 de setembro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Paulo Cézar Vieira
Beneficiário:Warley de Souza Borges
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/58043-3 - Controle de formigas cortadeiras, estudos integrados, AP.TEM
Assunto(s):Metabólitos secundários   Bioatividade   Ecologia química   Química de produtos naturais   Escovopsis   Formigas cortadeiras

Resumo

Em ninhos de formigas cortadeiras, actinobactérias, Leucoagaricus gongylophorus e formigas vivem em simbiose mutualística e enfrentam um parasita do gênero Escovopsis, que é responsável pela diminuição do jardim do fungo e também de operárias, podendo levar o formigueiro à morte. Linhagens de actinobactérias, principalmente do gênero Pseudonocardia, presentes neste ambiente são aparentemente responsáveis pela inibição do crescimento do parasita e conseqüentemente pelo seu controle.Apesar de informação sobre o estudo da relação ecológica destes organismos, há somente um estudo químico de um dos microrganismos envolvidos nesta relação. Propõe-se neste projeto o cultivo de actinobactérias e Escovopsis isolados de ninhos de formigas do gênero Acromyrmex e Trachymyrmex a fim de se obter extratos brutos para teste de atividade antifúngica, isolamento e identificação de metabólitos secundários juntamente com suas atividades antibacteriana e antifúngica frente a patógenos conhecidos. Além disso, o estudo do metabolismo secundário destas linhagens, do ponto de vista ecológico, químico e bioquímico, poderá contribuir para um maior entendimento da interação mutualística entre formigas e microrganismos envolvidos nesta relação e também da relação antagônica entre o Escovopsis e fungo simbionte, auxiliando ainda no entendimento da coevolução entre estas espécies.