Busca avançada
Ano de início
Entree

Dos atos de fala às práticas de letramento

Processo: 04/15539-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2005
Vigência (Término): 31 de agosto de 2006
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Aplicada
Pesquisador responsável:Angela Del Carmen Bustos Romero de Kleiman
Beneficiário:Maria Silvia Cintra Martins
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/09775-0 - Formação do professor: processos de retextualização e práticas de letramento, AP.TEM
Assunto(s):Alfabetização   Dialética   Escrita   Letramento

Resumo

Com vistas a contribuir com subsídios para o Projeto Temático "Formação do Professor: processos de textualização e práticas de letramento", coordenado pela professora doutora Ângela Kleiman, elaboramos projeto de pesquisa que focaliza o adulto alfabetizando e o uso que faz das linguagens oral e escrita. Nosso objetivo geral é descrever os mecanismos textuais e discursivos que permitirão inserir os adultos em processo de alfabetização nas práticas de letramento socialmente valorizadas, levando-se em conta os usos correntes que fazem das linguagens oral e escrita em situações não escolares. O projeto baseia-se no pressuposto de que carecemos, ainda, de maior conhecimento da realidade heterogênea da linguagem utilizada pelos sujeitos em fase de apropriação da linguagem escrita. Pretendemos, de início, efetuar o levantamento dos atos de fala e dos gêneros do discurso diferenciados presentes na realidade social de adultos alfabetizados, conjuntamente ao levantamento das situações de uso da escrita na mesma comunidade. Com base em dados a serem coletados empiricamente, pretendemos compreender como se dá a apropriação da linguagem escrita e em que situações específicas se torna possível visualizar uma dialética entre as linguagens oral e escrita. Trataremos, ainda, de investigar os discursos que ambos, agentes de letramento e adultos alfabetizados, constroem a respeito da apropriação da escrita. (AU)