Busca avançada
Ano de início
Entree

A circulação de pedestres em cidades brasileiras de médio porte: diagnóstico das calçadas em um eixo viário no município de Bauru (SP)

Processo: 08/06276-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2008
Vigência (Término): 30 de setembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Planejamento Urbano e Regional - Métodos e Técnicas do Planejamento Urbano e Regional
Pesquisador responsável:Renata Cardoso Magagnin
Beneficiário:Livia Bonagamba Sandrini
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Planejamento de transportes   Bauru (SP)   Calçadas

Resumo

Um dos problemas enfrentados pelas grandes cidades brasileiras, e que já está atingindo inclusive as de porte médio, refere-se à questão da mobilidade urbana. A dependência no uso do automóvel tem causado grande impacto nos fluxos de tráfego. Associado a este problema, as atuais políticas de crescimento e desenvolvimento urbano não têm privilegiado a utilização de meios de transportes mais sustentáveis (tais como o modo a pé, a bicicleta e o transporte público). Como consequência do uso indiscriminado do automóvel nas áreas urbanas tem-se os seguintes problemas: aumento dos congestionamentos, do consumo de energia no setor de transportes e o aumento do ruído e das emissões de gases tóxicos. Este trabalho tem como objetivo realizar um diagnóstico das calçadas ao longo de um dos principais eixos viários do município de Bauru (um trecho da Avenida Nações Unidas - principal eixo viário para os deslocamentos diários na cidade) e propor algumas medidas que possam facilitar a mobilidade e a acessibilidade dos pedestres neste eixo. Esta pesquisa visa: I) difundir no meio acadêmico, principalmente entre os futuros planejadores, a importância do conceito de mobilidade urbana sustentável e a utilização dos modos de transportes não motorizados ou mais sustentáveis para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos; II) obter um diagnóstico sobre as calçadas e sua utilização pelos pedestres na Avenida Nações Unidas; IV) iniciar a construção de um banco de dados que pode futuramente ser utilizado para outras propostas pelo poder público local (uma vez que o município não dispõe deste tipo informação); e V) propor algumas medidas que possam facilitar a mobilidade e a acessibilidade de pedestres neste eixo viário. (AU)