Busca avançada
Ano de início
Entree

Os sentidos das conquistas: relatos, retratos e percepções sobre a colonização nas capitanias açucareiras da América Portuguesa, 1602-1672

Processo: 08/53387-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 31 de agosto de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Leila Mezan Algranti
Beneficiário:Milena Fernandes Maranho
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/10367-0 - Dimensões do Império Português: investigação sobre as estruturas e dinâmicas do Antigo Sistema Colonial, AP.TEM
Assunto(s):História cultural   Mapeamento geográfico   Século XVII   Açúcar   Sociedade colonial   América Portuguesa

Resumo

No projeto de pesquisa em questão, interessa-nos apreender certas percepções de alguns protagonistas do processo de colonização na América Portuguesa sobre os "sentidos" dessa colonização, ou seja, sobre as suas funções, vantagens e dificuldades. Todas essas características podem ser apreendidas durante um período no qual, segundo a historiografia sobre o assunto, houve um deslocamento de interesses econômicos do Oriente Índico para o Ocidente Atlântico, além de um incremento na inter-relação da América portuguesa com a África. Os marcos temporais selecionados (1602 e 1672) estão relacionados a duas decisões administrativas tomadas em momentos diversos acerca do comércio entre Colônias; sendo que as Capitanias açucareiras (Pernambuco e Bahia) foram escolhidas devido a sua posição de destaque frente a economia do Império. Assim, o período designado marcaria a consolidação de um movimento de interligação comercial entre várias "Conquistas", o que sugere uma alteração no quadro de percepções sobre as funções, vantagens e dificuldades do processo de colonização da América portuguesa. A análise a ser realizada na documentação produzida por estas personagens históricas pretende demonstrar a circulação e transmissão de informações e idéias entre os colonos, bem como as transformações que as justificativas e imagens da colonização sofreram durante parte do segundo século de existência da América portuguesa. (AU)