Busca avançada
Ano de início
Entree

Condicoes de vida e de saneamento ambiental em assentamentos da reforma agraria - um estudo de caso.

Processo: 01/12451-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2002
Vigência (Término): 31 de julho de 2005
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Amaury Lelis Dal Fabbro
Beneficiário:Janice Rodrigues Placeres Borges
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Saneamento ambiental   Epidemiologia   Trabalhador rural   Justiça social

Resumo

O campo, no Brasil, é reconhecido pelos estudiosos do tema como lugar de precariedade, onde os benefícios da "civilização" custam a chegar e que concentra parcela significativa da pobreza do país. Assim sendo, este trabalho tem por objetivo diagnosticar e analisar as condições de vida e de saneamento ambiental em que vivem famílias assentadas da Reforma Agrária. Optou-se como lócus específico assentamentos localizados numa região do Interior paulista extremamente modernizada e importante pólo agro-industrial: a região de Ribeirão Preto. Reconhecendo que esses assentamentos são formações populacionais complexas, o projeto parte da percepção da necessidade de uma investigação micro-espacializada da estreita relação entre condições de vida e qualidade do ambiente, uma vez que, há sobretudo a necessidade de se identificar em determinada área que grupos e segmentos sociais são mais afetados por essa inter-relação e quais os impactos que os afetam mais. Para tanto, metodologicamente, propõe-se um estudo de caso, adotando a diferenciação social entre grupos e tendo a família domiciliar como unidade de estudo. Serão ainda adotados os seguintes procedimentos: pesquisa de campo com utilização de questionários fechados e entrevistas gravadas, em que, do corpo das mesmas, serão retirados fragmentos que reforçarão a análise dos resultados obtidos. (AU)