Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do tratamento intracerebroventricular com tnf-alfa sobre a secrecao de insulina e o padrao de expressao genica em ilhotas pancreaticas.

Processo: 05/00917-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2005
Vigência (Término): 31 de julho de 2006
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Licio Augusto Velloso
Beneficiário:Adriana Souza Torsoni
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Diabetes mellitus   Peptídeos e proteínas de sinalização intracelular   Endocrinologia   Obesidade   Insulina

Resumo

O presente projeto compõe uma das etapas do projeto temático 2004/097897, cujo objetivo central é avaliar o efeito da ativação de vias pró-inflamatórias no hipotálamo sobre o controle de diversas funções metabólicas que vão desde a regulação da ingestão de alimentos e termogênese, até a produção e ação da insulina. Especificamente, este projeto avaliará o efeito do tratamento intracerebroventricular com a citocina pró-inflamatória TNF-a sobre o padrão de expressão gênica de ilhotas pancreáticas e sobre a secreção de insulina.Obesidade e diabetes mellitus tipo II são doenças intimamente associadas do ponto de vista clínico e epidemiológico. O aumento de 1,0 kg/m2 no índice de massa corpórea pode produzir um aumento de 2,0 a 2,5 no risco relativo para o desenvolvimento de diabetes mellitus. A maior parte dos pacientes com obesidade apresenta graus variáveis de resistência à insulina. Entretanto, somente uma parcela destes desenvolverá diabetes mellitus. De acordo com inúmeros estudos, uma condição indispensável para que um paciente com obesidade e resistência à insulina, venha a apresentar o quadro clínico de diabetes é o desenvolvimento de uma falência da célula beta pancreática em manter uma produção e secreção de insulina inadequada para acrescente demanda periférica.Diversos estudos têm investigado as possíveis causas para que alguns indivíduos apresentem falência da produção de insulina frente a uma demanda elevada. Há indícios de que fatores genéticos participem de forma importante neste fenômeno, entretanto, variáveis ambientais e fenômenos moleculares ainda pouco conhecidos devem desempenhar, também, um papel importante neste contexto. Dentre as variáveis ambientais, o consumo de dietas ricas em ácidos graxos é apontado como importante fator determinante de um inadequado funcionamento da célula beta pancreática. Há muito, grupos vêm mapeando o efeito de diferentes tipos de ácidos graxos sobre a função da ilhota pancreática. Entretanto, pouco se sabe a respeito do efeito de dietas ricas em lípides em atuando sobre o hipotálamo, promoverem modificações importantes no padrão de produção e secreção de insulina.Nos estudos que serviram de base para o projeto temático em questão, observamos que a oferta de uma dieta rica em ácidos graxos de origem animal para ratos Wistar promove a expressão de uma série de citocinas pró-inflamatórias no hipotálamo e que tal fato tem como conseqüência um inadequado controle da fome e uma resposta comprometida aos principais hormônios anorexigênicos, insulina e leptina. Como conexões autonômicas exercem efeito regulador sobre a função da ilhota pancreática, e tal regulação, se inadequada, pode ter conseqüências sobre a fina regulação da produção e secreção de insulina, decidimos avaliar o papel de uma das citocinas pró-inflamatórias induzidas pela dieta rica em ácidos graxos no hipotálamo, TNF-a, sobre o padrão de expressão gênica da ilhota, a ser estudado através do método de macroarray, e sobre a produção e secreção de insulina.