Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos conformacionais de peptídeos correspondentes a região N-terminal de citolisinas sticholisina i e sticholisina II em solução e em presença de membranas modelo

Processo: 07/59741-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Shirley Schreier
Beneficiário:Gustavo Penteado Battesini Carretero
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Peptídeos   Membranas modelo   Fluorescência   Dicroísmo circular

Resumo

Sticholisinas I e II (Stl e Stll, PM~20 kDa), citolisinas da anêmona marinha Sticholidacta heliantus, pertencem à família das actinoporinas. Propõe-se que o mecanismo de ação dessas toxinas consiste na formação de poros em membranas biológicas (levando à Use celular) e modelo, sendo o fosfoesfigolipídio esfingomlelina (SM) seu receptor putativo. Estudos com as sticholisinas e outra actinoporina, a equintoxina II, sugerem que a região N-terminal das toxinas é essencial para a formação do poro, já que é a única região que pode se movimentar com certo grau de liberdade sem que o enovelamento global seja afetado. É proposto que essa região penetra na membrana, formando um poro constituído provavelmente de quatro monômeros da toxina. Estudos espectroscópicos (dicroísmo circular, CD, e infra-vermelho com transformada de Fourier, FTIR) mostraram que ocorre um aumento de estrutura secundária quando St II se liga a bicamadas lipídicas. Com o objetivo de elucidar a estrutura molecular e o mecanismo de formação do poro foram sintetizados peptídeos correspondentes à região N-terpinal de St 1 e St II com base na suposição de que esses fragmentos poderiam reproduzir a conformação que possuem na proteína. Espectros de CD e fluorescência serão obtidos a fim de investigar o papel da composição lipídica na interação peptídeo-membrana. Estudos de ressonância paramagnética eletrônica (RPE) serão realizados com um peptídeo contendo o marcador de spin ácido 2,2,4,4-tetrametil-N-oxil-amino-4-carboxílico (TOAC). Será também investigado o efeito da interação peptídeo-membrana sobre a organização molecular dos lipídios na bicamada através da análise dos espectros de RPE de marcadores de spin lipídicos intercalados na membrana. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROS, URIS; CARRETERO, GUSTAVO P. B.; PAULINO, JOANA; CRUSCA, JR., EDSON; PAZOS, FABIOLA; CILLI, EDUARDO M.; LANIO, MARIA E.; SCHREIER, SHIRLEY; ALVAREZ, CARLOS. Self-association and folding in membrane determine the mode of action of peptides from the lytic segment of sticholysins. Biochimie, v. 156, p. 109-117, JAN 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.