Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise filogenética da família Heptapteridae (Teleostei: Siluriformes) utilizando sequências de genes nucleares e mitocôndrias

Processo: 09/51032-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2009
Vigência (Término): 12 de maio de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Lurdes Foresti de Almeida-Toledo
Beneficiário:Caroline Garcia
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Filogenia   Heptapteridae   Genes mitocondriais

Resumo

Os Siluriformes compreendem um grupo extremamente rico e diverso. A despeito de sua ampla diversidade e distribuição, a sistemática desses peixes é complexa, de forma que a determinação das relações evolutivas entre os representantes que compõem esta ordem ainda não é muito clara. Estudos genéticos vêm sendo realizados numa tentativa de esclarecer e melhor definir a filogenia do grupo, entretanto, a maioria desses é centrada em questões relacionadas aos níveis superiores, e quando as relações intra-familiares são discutidas, envolvem, geralmente, grupos menos especiosos. A família Heptapteridae compreende uma das maiores radiações, de bagres Neotropicais e em termos sistemáticos, as relações entre os gêneros que compõem essa família, e até mesmo sua relação com outras famílias de Siluriformes, permanecem sobre discussão. Na mais recente filogenia morfológica realizada a família Heptapteridae foi recuperada como monofilética e subdividida em duas tribos: Phreatobiini e Heptapteriinae. A relação entre seus gêneros também foi testada, de forma quê muitos mostram-se como sinonímias de outros gêneros, enquanto novos gêneros foram propostos. Tendo em vista o escasso conhecimento sobre a família Heptapteridae e sua importância ecológica e evolutiva, o presente projeto terá como objetivos testar a hipótese de monofilia da família e o relacionamento inter-genérico proposto nos estudos morfológicos disponíveis, utilizando, para tanto, dados de seqüenciamento de genes mitocôndrias e nucleares. Os resultados esperados com a implementação desse projeto são a melhor caracterização destes peixes na mais ampla análise genética já realizada em Heptapteridae no Brasil. Bem como a resolução de dúvidas quanto ao status taxonômico do grupo e aos processos evolutivos envolvidos em sua divergência, fornecendo um novo panorama sobre á situação deste grupo de peixes. (AU)