Busca avançada
Ano de início
Entree

Papéis, conflitos e gratificacoes de enfermeiros especialistas em Enfermagem Psiquiátrica e saúde mental

Processo: 07/58283-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Psiquiátrica
Pesquisador responsável:Luiz Jorge Pedrão
Beneficiário:Raphael Valentino Marques de Lima
Instituição-sede: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Papéis   Conflitos

Resumo

Nas últimas décadas, alguns autores têm enfatizado que o papel do enfermeiro psiquiátrico é o de agente terapêutico, mas o enfermeiro que se encontra na prática vem tendo dificuldades para realizar tal papel, indicando que, a relação terapêutica, ou foi delegada a outros da equipe de enfermagem, ou não está sendo realizada pelos enfermeiros, ocupando-se este em diversos outros papéis, como administrativos, por exemplo. As novas alternativas de assistência ao portador de transtornos mentais, após as propostas de fechamento gradativo do número de leitos nos grandes hospitais psiquiátricos, estimulando à assistência fora deste contexto de serviço fechado e buscando uma assistência integral em serviços abertos levou também o enfermeiro a se adequara esse novo contexto, pois, mesmo sendo necessário a assistência em serviços fechados, esses passaram também a funcionar dentro do contexto de transformação. Assim sendo, verificar e analisar os papéis, conflitos e gratificações dos enfermeiros especialistas em enfermagem psiquiátrica e saúde mental que cursaram o Curso de Especialização em Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo nos últimos 5 anos constitui-se nos objetivos do presente projeto, e, para isso, construiu-se um questionário que será aplicado a esses enfermeiros após rastreamento dos mesmos e os locais onde estão desenvolvendo suas atividades profissionais. O contato será feito através de telefone, correio e e-mail, e os dados serão analisados de forma qualitativa/quantitativa à luz de modelo teórico pertinente, discutidos e concluídos com base em literatura específica. (AU)