Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de células T gamma-delta como linfócitos efetores e células apresentadoras de antígenos na profilaxia e imunoterapia da tuberculose com vacinas de DNA

Processo: 06/05963-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2007
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Celio Lopes Silva
Beneficiário:Carlos Rodrigo Zarate Blades
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Vacinas de DNA   Imunoterapia   Tuberculose

Resumo

É uma prioridade da saúde pública o desenvolvimento de uma nova vacina e novos recursos terapêuticos contra a tuberculose (TB) devido ao enorme impacto da doença em nível mundial (WHO, 2005). Nesse sentido, nosso grupo trabalha em uma vacina gênica que codifica a proteína de choque térmico de 65 kDa de Mycobacterium leprae (DNA-HSP65) e vários reportes do laboratório tem mostrado que a mesma possui efeitos profiláticos (Lowrie et al., 1997; Bonato et al., 1998; Silva et al., 1999; Silva, 2004) e terapêuticos contra a TB experimental (Lowrie et al., 1999; Bonato et al., 2004). A caracterização dos mecanismos pelos quais a vacina age são os novos objetivos do nosso grupo com o intuito de otimizar sua formulação e viabilizar seu uso clínico. Essas metas serão atingidas através do conhecimento detalhado da participação e relevância dos diferentes elementos da resposta imune. Assim, o estudo de certos tipos celulares não bem caracterizados nesse processo é de particular importância. Nesse sentido, resultados prévios do nosso grupo mostraram que linfócitos T gama-delta são necessários para a transferência de imunidade protetora de animais imunizados com DNA-HSP65 para camundongos não imunizados na TB experimental (Silva et al., 1994). Além disso, recentemente foi descrita a atuação de células T carregando o receptor gama-delta com propriedades características de células apresentadoras de antígenos (APCs) (Brandes et al., 2005). Esta inesperada função para esses linfócitos exige um aprofundamento nos estudos de tal comportamento. Considerando todos estes elementos o presente projeto visa à caracterização das células T gama-delta humanas e murinas em resposta a estimulação com vacinas de DNA e o estudo das suas funções como LT efetores e APCs. Pretende-se estudar o comportamento desses linfócitos durante a profilaxia e tratamento da TB experimental murina com vacinas de DNA. Dessa forma, o trabalho pretende ser de utilidade ao entendimento da resposta à própria patologia quanto de contribuir com novas perspectivas nas áreas da vacinologia e imunoterapia.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ZARATE-BLADES, CARLOS R.; RODRIGUES, RODRIGO F.; SOUZA, PATRICIA R. M.; RIOS, WENDY M.; SOARES, LUANA S.; ROSADA, ROGERIO S.; BRANDAO, IZAIRA T.; MASSON, ANA PAULA; FLORIANO, ELAINE M.; RAMOS, SIMONE G.; SILVA, CELIO L. Evaluation of the overall IFN-gamma and IL-17 pro-inflammatory responses after DNA therapy of tuberculosis. HUMAN VACCINES & IMMUNOTHERAPEUTICS, v. 9, n. 5, p. 1093-1103, MAY 1 2013. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.