Busca avançada
Ano de início
Entree

Analise da composicao subunitaria do fator von willebrand em formas graves de hipertensao arterial pulmonar.

Processo: 06/54347-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2006
Vigência (Término): 31 de julho de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Nair Yukie Maeda
Beneficiário:Fernando Vilela da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Hipertensão pulmonar   Trombose

Resumo

O fator von Willebrand (FVW) é uma proteína plasmática de alto peso molecular, produzido por células endoteliais e megacariócitos. Possui receptores para colágeno, plaquetas, e apresenta atividade para ristocetina, como também determinantes antigênicos imunológicos distintos. Funciona na adesão de plaquetas ao colágeno e na formação do tampão hemostático. O FVW se liga ao fator VIII da coagulação, às glicoproteínas Ib/V/IX e IIlb/IIIa, ao colágeno e à heparina. Estas ligações são dependentes da mudança conformacional induzida por "shear stress". O FVW é uma proteína multimérica, composta por 50 a 100 monômeros, podendo atingir o tamanho de 20 MDa. Ele é constitutivamente secretado pelo endotélio e liberado no plasma em forma de dímeros ou pequenos multímeros, ou liberado dos corpúsculos de Weibel-Palade onde fica armazenado, sob forma de multímeros de alto peso molecular. A subunidade principal do FVW apresenta 225 kDa, tendo pelo menos 3 outros fragmentos proteolíticos identificados de 189, 176 e 140 kDa. O FVW pode ter seu tamanho enzimaticamente reduzido pela ADAMTS-13, que é uma metaloproteinase específica para FVW. Em condições patológicas, como a vascularização pulmonar, foi demonstrado que esta clivagem é anormal, comprometendo tanto a estrutura multimérica quanto a composição subunitária. A composição subunitária do FVW e seus fragmentos proteolíticos já foram identificados em pacientes com hipertensão arterial pulmonar. Este estudo visa investigar estas moléculas em um grupo específico de pacientes, identificados como portadores de forma avançada da doença, apresentando sintomas de classe funcional III/IV. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)