Busca avançada
Ano de início
Entree

Susceptibilidade magnética e o teor de minerais opacos como indicadores das condições de cristalização magmática: o exemplo dos granitóides da região de Piedade-Ibiúna, SP

Processo: 97/04200-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 1997
Vigência (Término): 31 de dezembro de 1998
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Pesquisador responsável:Horstpeter Herberto Gustavo José Ulbrich
Beneficiário:Lucelene Martins
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Susceptibilidade magnética

Resumo

O projeto quer estudar textura e mineralogia de amostras dos granitos da parte N do basalto Agudos Grandes (Ibiúna Tapirái, Piedade) localizados no Domínio Embu (rochas encaixantes: gnaisses e xistos de grau médio e elevado), e algumas amostras do maciço Cantareira, situado no Domínio Embu (Metassidementos do grupo são Roque cano rochas encaixantes). A ênfase será dada ao estudo dos minerais opacos (magnetita e ilmenita) focalizando textura, recristalizações e composições química por Microsonda (em poucas amostras selecionadas), completado com medições de Suceptibilidade magnética (resposta magnética da rocha). Procura-se testar a hipótese da influência das rochas encaixantes (assimilação total ou seletiva) sobre a mineralogia e razão Fe2/Fe3 das rochas. (AU)