Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da ciclagem mecânica sobre a resistência ao impacto de resinas para base e para reembasamento imediato.

Processo: 07/08429-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Ana Lucia Machado
Beneficiário:Karen Tereza Altieri
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Prótese parcial removível   Resinas acrílicas   Ciclagem mecânica

Resumo

As resinas acrílicas autopolimerizáveis têm sido utilizadas para a readaptação das bases das próteses aos tecidos de suporte, no próprio consultório, com vantagens em relação ao reembasamento mediato, que envolve fases laboratoriais. Esses materiais reembasadores devem apresentar propriedades mecânicas adequadas, entre as quais a resistência ao impacto, prevenindo fraturas das bases. Um outro aspecto importante a ser considerado é a incidência de forças sobre as próteses durante sua utilização, submetendo os materiais a tensões cíclicas. Assim, o objetivo deste estudo será avaliar a resistência ao impacto, por meio do teste Charpy, de 1 resina termopolimerizável para base de prótese (Lucitone 550 - L) e 2 resinas autopolimerizáveis para reembasamento imediato (New Truliner - NT; Kooliner - K). Será analisado, ainda, o efeito da ciclagem mecânica sobre essa propriedade. A resistência ao impacto das combinações entre a resina de base com o mesmo material e com cada um dos materiais reembasadores será também avaliada, nas mesmas condições experimentais. Para o ensaio tipo Charpy, 10 amostras (60X6X4 mm) de cada material (L; NT; K) serão confeccionadas e testadas intactas. Trinta barras (60X6X2 mm) da resina de base (L) serão confeccionadas, das quais 10 serão reembasadas com o mesmo material (L/L), 10 com a resina NT (L/NT) e 10 com a resina K (L/K). Metade das 60 amostras obtidas, será submetida à ciclagem mecânica (5 Hz; 10.000 ciclos), imersas em água destilada (37 ± 0,5ºC), previamente ao teste, o qual será realizado aplicando-se força de 0,5J, na região central do corpo-de-prova, por meio de um pêndulo, sendo a energia necessária para a fratura dos corpos-de-prova mensurada pelo aparelho. Os resultados obtidos serão avaliados estatisticamente para posterior interpretação e discussão.