Busca avançada
Ano de início
Entree

Recuperação de fontes seriais para a historiografia da criança institucionalizada no estado de São Paulo

Processo: 06/55769-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2006
Vigência (Término): 30 de setembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Social
Pesquisador responsável:Roberto da Silva
Beneficiário:Carolina Maria Nazário Betti
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Institucionalização   Abrigo   Serviço social do menor   Crianças abandonadas   Orfãos   Historiografia   Criança institucionalizada   Acervo   Preservação e conservação de acervos

Resumo

A Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (Feusp) e a Fundação do Bem-Estar do Menor (Febem) se propões a proceder aos estudos do arquivo de prontuários da Febem que sejam necessários e úteis à historiografia da criança institucionalizada no Estado de São Paulo. Desde 1990 a Febem não mais responde pela custódia de crianças órfãs e abandonadas, mas mantém a guarda de aproximadamente 300.000 prontuários de crianças judicialmente declaradas órfãs e abandonadas e que viveram até a maioridade sob a custódia do Governo Estado de São Paulo desde 1927. O acervo está no Complexo do Tatuapé, no Núcleo de Documentação do Adolescente (NDA) e é constituído por fichários, livros de matrículas e prontuários de internação, contemplando a Roda dos Expostos (séc. XVIII e XIX), existente no Estado até 1951, o Serviço de Assistência ao Menor (1940-1964) e a Febem (1964-1990), constituindo-se na principal fonte serial para pesquisas sobre a criança paulista nos séculos XIX e XX, especialmente quanto aos métodos educacionais empregados. Ainda em relativo estado de conservação, mas nunca tendo recebido nenhum tratamento arquivístico e estando sob constante risco de incêndio e depredação, em virtude das rebeliões nas unidades de internação próximas, o acervo requer três abordagens distintas: 1. análise do acervo, separando-o por unidade produtora, série documental, ano de produção e tipologia documental, a ser efetuada por um grupo de trabalho interdisciplinar e pela Comissão de Avaliação de Documentos da Febem, bem como elaboração do Guia do Acervo e do Inventário do Acervo, sob supervisão do Arquivo do Estado; 2. estudos e análises dos conteúdos de interesse para as oito linhas de pesquisas contempladas neste projeto: I) Pedagogia; II) Psicologia; III) História; IV) Direito; V) Serviço Social; VI) Ciência da Computação; VII) Arquivologia; VIII) Ciências Sociais; 3. Constituição de um banco de dados e de uma biblioteca virtual para disponibilização destas informações para a pesquisa e integração com outras bases de dados de interesse para a pesquisa sobre criança, adolescente e família. Simultaneamente a essas três etapas está sendo feita a digitação de dados para constituição de uma base permanente de pesquisa sobre a evolução dos serviços de assistência a crianças, adolescentes e família no estado de São Paulo que possibilitem constituir e realimentar linhas de pesquisa de interesse histórico, científico e acadêmico com os seguintes focos de investigação: a) práticas de atendimento à criança institucionalizada; b) modelos de gestão das políticas sociais; c) origem e destino das crianças abrigadas; d) reintegração familiar e colocação em famílias substitutas; e) educação; f) formação profissional. (AU)