Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos dos mecanismos moleculares genéticos e epigenéticos envolvidos no desenvolvimento renal em fetos de ratos após restrição proteica materna

Processo: 10/05169-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2010
Vigência (Término): 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Jose Antonio Rocha Gontijo
Beneficiário:Flávia Mesquita Vieira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Epigênese genética   Desenvolvimento fetal

Resumo

Há muitas razões pelas quais é importante o conhecimento do desenvolvimento renal. Talvez uma das mais importantes seja o aumento de evidências que demonstram que fatores que alteram o desenvolvimento normal deste órgão podem ter consequências para a saúde do adulto. A hipótese de Barker, que hoje tem ganhado visibilidade pela expressão inglesa DOHaD (Developmental Origins of Health and Adult Disease), propõe que alterações no ambiente materno durante o desenvolvimento de um órgão ou sistema, podem ter efeitos deletérios permanentes levando ao aumento do risco de doença cardiovascular e/ou metabólica. Estudos recentes têm mostrado que durante a nefrogênese o rim é muito vulnerável a certas influências, com muitos fatores epigenéticos capazes de alterar tanto a estrutura permanente quanto o padrão de expressão de genes funcionais importantes, a maioria destes através dos miRNAs. Além disso, é importante conhecer em quais períodos exatos o rim é mais susceptível a sofrer estas influências, pois a cada estágio estão envolvidas estruturas e genes diferentes. A compreensão do desenvolvimento renal tem ganhado com o significante avanço tecnológico. Uma das técnicas que mais tem colaborado é a de cultura de metanefro, onde é possível quantificar o número de pontos de brotamento (do broto uretérico em direção ao mesênquima), a quantidade de glomérulos no início da glomerulogênese, e a influência de fatores (adicionados ou removidos ao meio de cultura) neste início da metanefrogênese. Este projeto tem como objetivo avaliar os efeitos da restrição proteica materna em embriões/fetos de ratos, observando em cultura de metanefro a quantificação dos brotamentos uretéricos após a suplementação do meio de cultura. Além disso, pretende-se avaliar os níveis de mRNA de genes importantes para o início da nefrogênese, bem como, quantificar alguns miRNAs conhecidamente presentes no rim.