Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e validacao de metodos analiticos para determinacao quantitativa de farmacos anti-histaminicos (loratadinha, rupatadina).

Processo: 07/50528-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2007
Vigência (Término): 30 de abril de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise e Controle de Medicamentos
Pesquisador responsável:Anil Kumar Singh
Beneficiário:Nayane Magalhães Nogueira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Formas farmacêuticas   Antagonistas dos receptores histamínicos

Resumo

Os anti-histamínicos são fármacos que possuem afinidade pelos receptores histamínicos, mas não são dotados de atividades intrínsecas, sendo, portanto, antagonistas farmacológicos da histamina. A ligação da substância anti-histamínica com o receptor impede a histamina de exercer seus efeitos característicos. Entretanto, essas substâncias não previnem a liberação de histamina dos mastócitos e não interferem com a antígeno-anticorpo, no entanto são vulgarmente utilizados para tratar as alergias, úlceras gastrointestinais 10, 29. A qualidade de um produto farmacêutico é algo que se obtém como resultado de vários fatores que, de uma maneira ou de outra, entra na concepção de desenvolvimento, produção, distribuição e uso de fármacos. Para aprimorar o controle de qualidade de medicamentos deve-se continuamente estudar o desenvolvimento e a validação de novas metodologias para a quantificação de fármacos e de seus produtos de degradação, A espectrofotometria no UV e a cromatografia líquida de alta eficiência são as técnicas que são utilizadas para a determinação quantitativa dos princípios ativos nas preparações farmacêuticas selecionadas para a pesquisa. O objetivo da pesquisa proposta neste trabalho é, portanto, o desenvolvimento e a validação de métodos analíticos simples, rápidos, exatos e precisos para a determinação quantitativa de antagonistas dos receptores H1 e H2, tais como Loratadina e Rupatadina em especialidades farmacêuticas comercializadas no Brasil. (AU)