Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das proteinas de reserva de quinoa.

Processo: 06/59424-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2007
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Ricardo Antunes de Azevedo
Beneficiário:Renata Maria Christofoleti Furlan
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/16039-4 - Entendendo o metabolismo de lisina em cereais, AP.TEM
Assunto(s):Aminoácidos essenciais   Chenopodium quinoa

Resumo

O estudo das proteínas de reserva de quinoa (Chenopodíum quinoa Willd.) como proposta para esse projeto toma-se necessária a partir do conhecimento de que os cereais, os quais são utilizados em grande parte na alimentação humana e animal, são pobres em aminoácidos essenciais possuindo baixa concentração de lisina e outros aminoácidos. Como são essenciais, nosso organismo não consegue sintetizá-los sendo, portanto, obtidos a partir dos alimentos. Considerando a baixa qualidade nutritiva dos cereais, o pseudocereal quinoa, ao contrário, é altamente nutritivo exibindo uma excelente qualidade protéica e um alto teor de vitaminas e minerais. As proteínas do grão são ricas em aminoácidos essenciais como lisina e metionina, as quais são escassas nos cereais. Além disso, a quinoa se mostra tolerante a condições ambientais adversas como geada, seca, salinidade do solo, características que podem facilitar o seu cultivo em outras regiões como os trópicos. Considerando todos esses aspectos, é necessário um estudo mais detalhado das proteínas de reserva de quinoa bem como sua caracterização, uma vez que pouca informação consta na literatura até onde pudemos investigar. (AU)