Busca avançada
Ano de início
Entree

Contaminação ambiental em parques públicos infantis de Presidente Prudente, São Paulo, por larvas de Ancylostoma spp.

Processo: 09/18360-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Vamilton Alvares Santarém
Beneficiário:Beatriz Cristina Conceição Porto Alegre
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Praças   Epidemiologia   Zoonoses   Ancylostoma   Larva migrans

Resumo

Os ancilostomídeos Ancylostoma caninum e A. braziliense, parasitos de cães e gatos, são os principais responsáveis pela síndrome de larva migrans cutânea, zoonose caracterizada por lesões de pele em seres humanos. Solo de praças e parques públicos são a principal via de transmissão desses agentes à população humana. Com o objetivo de avaliar a contaminação de solo por larvas de ancilostomídeos em praças públicas infantis no município de Presidente Prudente, São Paulo, serão coletadas, mensalmente, amostras de solo de 25 praças, escolhidos aleatoriamente, de cinco zonas da cidade: sul, norte, leste, oeste e centro. Amostras de 100 gramas de solo serão colhidas de cinco pontos diferentes de cada parque, totalizando 250 amostras. O material será acondicionado em saco plástico e armazenado sob refrigeração até o seu processamento. Para recuperação das larvas de Ancylostoma spp, duas alíquotas de 30 gramas de cada praça serão submetidas ao método de Baermann, modificada. As larvas serão recuperadas após 16 a 18 horas do fundo de cálice de sedimentação. Os ovos e larvas serão analisados sob microscopia ótica (10X). Para comparação da frequência de contaminação nas diferentes áreas da cidade, os dados serão submetidos à análise de variância, considerando-se o nível de significância de 5%. Os dados resultantes da pesquisa servirão para traçar programas educativos para a população sobre a prevenção da infecção de agentes de larva migrans cutânea.