Busca avançada
Ano de início
Entree

Nucleossíntese explosiva de elementos pesados em modelos exóticos

Processo: 08/10943-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 30 de abril de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia
Pesquisador responsável:Jorge Ernesto Horvath
Beneficiário:Laura Paulucci Marinho
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/03633-3 - A matéria hadrônica e QCD em astrofísica: supernovas, GRBS e estrelas compactas, AP.TEM
Assunto(s):Nucleossíntese   Evolução estelar

Resumo

Uma visão clara da nucleossíntese em diferentes estágios da evolução das estrelas constitui nossa base de entendimento para a evolução das abundâncias químicas no Universo. A quase totalidade dos elementos químicos naturais são sintetizados em processos estelares (são exceções o H, He e Li primordiais e Be e B provenientes de colisões entre núcleos no meio interestelar). Os modelos utilizados para a descrição da formação dos elementos (em especial, dos elementos pesados) dependem ainda de efeitos incertos como, por exemplo, os provenientes de rotação, campo magnético e turbulência em explosões de supernovas, além da determinação da entropia e a escala de tempo dinâmica associadas a estes eventos. As discrepâncias existentes entre os dados e as previsões teóricas nos modelos de nucleossíntese devem ser reduzidas conforme ocorrem aprimoramentos nas medidas das reações nucleares em laboratório e, fundamentalmente, em avanços teóricos relacionados à física dos processos. Em particular, a identificação do sítio astrofísico e das condições específicas para as quais a nucleossíntese dos processos r ocorre continua sem verificação sólida. Este projeto propõe o estudo da nucleossíntese explosiva em modelos que envolvem a transição defase da matéria nuclear ordinária para a matéria de quarks e em modelos associados à existência de estrelas de quarks como uma alternativa aos cenários padrões. O objetivo final é comparar as abundâncias isotópicas resultantes deste estudo com aquelas inferidas para o sistema solar. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.