Busca avançada
Ano de início
Entree

Otimização do manejo da leprose dos citros através da interação de diferentes componentes do patossistema

Processo: 09/13959-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2010
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Juliana de Freitas Astúa
Beneficiário:Maria Andreia Nunes
Instituição-sede: Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/52691-9 - Manejo da leprose dos citros, AP.TEM
Assunto(s):Brevipalpus phoenicis   Acarologia

Resumo

A leprose dos citros, causada pelo Citrus leprosis virus C (CiLV-C), é uma das principais doenças virais presente nos pomares paulistas. Esta doença é transmitida de maneira eficiente pelo ácaro Brevipalpus phoenicis, considerado um importante vetor de vírus por apresentar uma ampla distribuição geográfica e uma vasta gama de hospedeiros. Esta virose ocasiona elevados prejuízos em função da sintomatologia observada em folhas, ramos e frutos. A principal medida de controle do transmissor da leprose é a aplicação de acaricidas em larga escala, acarretando em altos custos ao produtor e ao ambiente que, possivelmente, poderiam ser menores, se adotado um manejo racional da doença no campo. Muitos avanços nos estudos desse complexo patossistema têm sido observados nos últimos 10 anos, aliando-se ferramentas moleculares aos experimentos biológicos e de transmissão. Consequentemente, muito se sabe dos seus componentes individuais, relacionados com a biologia do ácaro e do patógeno. Em relação a este último, sabe-se que a gama de hospedeiros, até então considerada bastante restrita, apresenta novas espécies vegetais experimentais e também naturais, algumas delas comumente presentes em pomares. Novas estratégias de manejo da leprose nos pomares devem levar em consideração não apenas a presença do vetor nos pomares de regiões endêmicas, estratégia atual, mas a presença do vírus no campo, a potencialidade dos diferentes tipos de lesão servirem como fonte real de inóculo, a presença do vírus no vetor, a utilização de resistência varietal, o conhecimento de hospedeiros alternativos e seu papel na epidemiologia da doença. Assim, neste projeto propõe-se potencializar estes conhecimentos no manejo da doença, levando em consideração todos os elos do patossistema, bem como as suas interações.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NUNES, MARIA A.; NOVELLI, VALDENICE M.; DA CUNHA, BRUNA A.; SOARES, ALEX J.; DE MINEIRO, JEFERSON L. C.; FREITAS-ASTUA, JULIANA; BASTIANEL, MARINES. Survey of the citrus leprosis vector (Brevipalpus yothersi) and phytoseiids in spontaneous plants of an organic citrus orchard. Experimental and Applied Acarology, v. 82, n. 2 SEP 2020. Citações Web of Science: 0.
NAVIA, DENISE; NOVELLI, VALDENICE M.; ROMBAUTS, STEPHANE; FREITAS-ASTUA, JULIANA; DE MENDONCA, RENATA SANTOS; NUNES, MARIA ANDREIA; MACHADO, MARCOS A.; LIN, YAO-CHENG; LE, PHUONG; ZHANG, ZAICHAO; GRBIC, MIODRAG; WYBOUW, NICKY; BREEUWER, JOHANNES A. J.; VAN LEEUWEN, THOMAS; VAN DE PEER, YVES. Draft Genome Assembly of the False Spider Mite Brevipalpus yothersi. MICROBIOLOGY RESOURCE ANNOUNCEMENTS, v. 8, n. 6 FEB 2019. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.