Busca avançada
Ano de início
Entree

Santos demoníacos: a tipologia dás orações mágicas da América Portuguesa (XVI-XVIII)

Processo: 08/56782-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2008
Vigência (Término): 31 de outubro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Moderna e Contemporânea
Pesquisador responsável:Laura de Mello e Souza
Beneficiário:Victor Eduardo Steiner
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/10367-0 - Dimensões do Império Português: investigação sobre as estruturas e dinâmicas do Antigo Sistema Colonial, AP.TEM
Assunto(s):Feitiçaria   Inquisição   América Portuguesa   Religiosidade popular

Resumo

Baseado na diversidade religiosa popular brasileira, fruto de sua singular colonização, e no estudo de sua origem, este projeto retém sua atenção no vasto repertorio de orações mágicas e suas entidades ao longo dos primórdios da Época Moderna. Entende-se como oração mágica a reza, escrita ou entoada, para entidades extra-humanas (não sendo necessariamente superiores aos humanos, como conota o termo sobrenatural) afim de se conseguir uma intervenção no plano real. O foco desta pesquisa será ó motivo do uso das entidades pelos entrevistados do Santo Ofício, e as transformações das mesmas, decorrentes da mentalidade popular juntamente com as diversas influências regionais do Império Atlântico português. Como parte deste projeto, será construída uma tabela da tipologia das orações mágicas encontradas nas três Visitações do Santo Oficio às partes do Brasil durante os séculos XVI, XVII, e XVIII. Como a religião popular da América Portuguesa resulta do encontro cultural e mediações simbólicas das crenças portuguesa, centro-africana e ameríndia, para se ter uma melhor compreensão das orações é necessário o estudo destas crenças. Logo, apesar da pesquisa estar limitada geograficamente ao Brasil, é preciso, para compreender os elementos culturais, ir além da América: tanto para Portugal como para a África. Para se construir a tipologia das orações mágicas é preciso, devido à pesquisa da procedência de suas entidades, analisar e comparar as diversas orações, e devido ao fato de algumas entidades serem reais ou fictícias, como alguns santos e personagens míticos, a abordagem da pesquisa utilizará procedimentos próprios à antropologia, como a análise dos elementos simbólicos, e à história cultural, como a análise das tradições populares - orais e escritas - e dos elementos que integram o imaginário da época Tende por base está problemática, o estudo deve seguir os caminhos legados pelo método comparativo. (AU)