Busca avançada
Ano de início
Entree

Imobilização e hipercalciúria

Processo: 98/11662-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 1999
Vigência (Término): 30 de junho de 2001
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Cláudio Santili
Beneficiário:Andre Baldivia Segal
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP). Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Crianças   Imobilização

Resumo

Para avaliar o efeito hipercalciurico do processo de imobilização em crianças, serão avaliadas 60 crianças com idade variando de 2 a 14 anos; 20 com diagnóstico confirmado de Legg Perthes, 20 com Luxação Congênita do Quadril e 20 do grupo controle. Urina de 24h para dosagens de cálcio, creatinina, potássio, magnésio e N-telopeptídeo, será coletada a cada 3 semanas durante a imobilização e após 2 meses da retirada do gesso. Amostra de sangue para realização das dosagens de cálcio, creatinina, uréia, creatinina, fósoforo, PTH, fosfatase alcalina e reserva de soro para posteriores determinações (1,25 vitamina D, osteocalcina, e PTHi). (AU)